Tradução - Da sua Importância e Dificuldade

Newton SABBÁ GUIMARÃES

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): Newton SABBÁ GUIMARÃES

ISBN: 978853622850-1

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 218

Publicado em: 18/02/2010

Área(s): Direito - Outros; Literatura e Cultura - Clássicos; Literatura e Cultura - Política, História e Filosofia

Sinopse

"Como, de maneira apropriada, diz o título, o leitor tem em mãos um livro que não pretende ser um mero manual de como traduzir, mas um estudo sobre a Filosofia da Tradução. Seguindo na esteira de grandes tradutores, entre eles Vittorio Alfieri, que narra na sua Vita Scritta da Esso, a sua com-prehensio da arte que tanto dignificou, o Autor sente o delicado e difícil mister de traduzir como uma ponte entre línguas, povos, nações e Estados. Passa em revista dezenas de obras e seus tradutores e leva o leitor pelas mãos em uma viagem de grande alcance pelo mundo e momentos de muito e refinado prazer intelectual. Dominando bom número de línguas, o Autor vale-se deste seu conhecimento para discutir métodos e obras traduzidas, inclusive em Altdeutsch (alemão arcaico) e velho Espanhol. Ele encara a tradução como arte das mais difíceis e das mais delicadas também e insiste em que traduzir estende uma ponte que pode levar o leitor a grandes aventuras e inesquecíveis experiências. É, ao mesmo tempo um apaixonado convite à leitura, um incentivo a estoutra arte, a de ler, que o crítico francês Émile Faguet, no hoje clássico L` Art de Lire, considerava a mais fascinante de todas as artes. É, portanto, uma espécie de continuação do livro anterior do Autor, A Felicidade pela Leitura, publicado por esta editora. Não é livro de fácil leitura, admite-se, mas um estudo sério e apaixonado dos segredos, mistérios e fascínios da Tradução, que a Juruá em boa hora houve por bem incluir entre as suas publicações em defesa dos studia humanitatis, infelizmente tão descurados no Brasil".

Autor(es)

Newton SABBÁ GUIMARÃES tem outros livros publicados, em português e em espanhol, possui extensa lista de trabalhos, ainda inéditos. Um perfeccionista, o autor de A Felicidade pela Leitura poderia ser definido com uma frase: um apaixonado pelos estudos e pela leitura e semeador de beleza, como dele escreveu o seu biógrafo Gaitano Antonaccio, em Newton Sabbá Guimarães. A Polimorfia de um Humanista. A romancista portuguesa, Maria Adelaide Valente, no longo ensaio que lhe dedicou Newton Sabbá Guimarães, um príncipe da palavra, acentuou-lhe a paixão pelos clássicos e pela beleza da obra de arte, chamando-o último dos humanistas. Escreveu biografias, quatro livros de contos, sendo um em espanhol, Los Pobrecitos, e, tradutor, passou ao espanhol um dos bons autores regionalistas, Mavignier de Castro e sua obra-prima, Amazônia Panteísta (La Amazonía Panteísta. Escenas y Escenarios del Norte Brasileño, inédito). Escreveu poesia em francês, em inglês, em galego, em afrikaans e o seu recente livro, em espanhol, Escritos en las Aguas, (considerado pelo conhecido poeta da Geração de 45, Foed Castro Chamma, dos mais belos livros de poemas líricos jamais escritos no Brasil) foi traduzido ao aragonês, Escritos en as Auguas, pelo linguista Don Chabier Tomás Arias, tornando-se a primeira obra de autor nacional traduzida nesta língua em risco de extinção. Além de tratados de Filosofia da Linguagem, Filosofia do Direito e Sociologia, de estudos de Política Internacional, tem traduzido de várias línguas. É, porém, no ensaio crítico que se encontra o melhor de sua vasta obra.
Amparado por sólido preparo acadêmico, o Autor, que domina o latim, o grego clássico, o velho alemão, o alemão moderno, o holandês, o afrikaans, o romeno, o sardo, o catalão, o aragonês, o russo, o búlgaro, o hebraico, o haqitia - ou judeu-espanhol do Marrocos, de onde vieram os seus antepassados -, é doutor em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina, doutor em Letras (Teoria Literária e Literatura Comparada) pela Universidade Estadual Paulista e doutor em Linguística pela Universidade Federal de Minas Gerais. Fez o post-doctoratus na Universidade de Coimbra, escrevendo sobre o seu escritor preferido na Língua, Camilo Castelo Branco, a tese Eros e Thánatos no Livro de Consolação. Uma Releitura de Camilo. É professor de Teoria Literária, Literatura Universal e Língua Espanhola na Universidade Estadual do Centro-Oeste, Paraná, onde se tornou o seu primeiro professor associado, com a tese monográfica A Tradução. Da sua Importância e Dificuldade. Outras obras: Inquietude. Crônicas e Páginas de Evocações; Do Elogio do Humanismo; Lembranças e Imagens. Ensaios e Perfis Biográficos; Riscos & Figuras; Páginas Inquietas; Ensayos Olvidados y Relecturas; Park Chung-hee. O Reformador da Coréia (biografia autorizada do grande estadista asiático); Diepte van die Meer. Prosagedigte (poemas em afrikaans, escritos em Pretória e Johannesburg); Gloriosos e Esquecidos. Ensaios; Os Inocentes Diálogos da Pindorama e Outros Ensaios; O Judeu-Espanhol: Uma Língua Neolatina em Extinção, O Que é Literatura, de Carlos Soldevila (tradução, introdução e notas); A Agonia Espanhola. De Antonio Machado, Juan Ramón Jiménez e Outros Angustiados. Ensaios (obra dedicada a Sua Majestade o Rei da Espanha, Don Juan Carlos I). Trabalha, presentemente, na tradução, apresentação e notas ao livro do filósofo Sigismund von Radecki, Über die Freiheit, e em um estudo sobre Os décadents.
Detentor de várias condecorações estrangeiras, entre elas a da Presidência da República da Coréia, pelo seu então presidente, o General Park Chung-hee, de quem seria amigo pessoal e seu primeiro biógrafo. Fiel aos seus princípios políticos, o Autor é um conservador de direita, como os franceses Charles Maurras, Paul Bourget, Drieu La Rochelle, ou o maior poeta do século XX, Ezra Pound, o crítico e erudito americano Harold Bloom e tantos mais. Monarquista por tradição, receberia do seu amigo de longa data, Sua Majestade o Rei do Cambodja, Norodom Sihanouk Varman, a altíssima condecoração de Grand Officier de l’Ordre du Mérite Royal, além da Ordre du Sahametrei, também no grau de Grand Officier. Possui várias outras condecorações em graus menores.
Faz parte de instituições acadêmicas no País e no mundo. É um crente na importância da Universidade culta e solidamente esteada nos studia humanitatis, que defende em artigos e conferências. Reservado e discreto, apegado às suas origens judaicas e sefaraditas, o Autor é, por índole, avesso ao vedetismo de certos escritores e às confrarias literárias.
 

Sumário

Duas palavras de explicação

Da sua importância e dificuldade: grandeza e miséria

À guisa de introdução ao tema

Dos percalços da difícil tarefa de traduzir

Mito e realidade no trabalho de traduzir

Quando se tenta explicar a razão ou des-razão de famoso dito italiano

O aparecimento da Vulgata e uma tradução misteriosa

Os estranhos caminhos da tradução e o porquê disso

Essa gente admirável e esquecida chamada Os Tradutores

Acerto de contas

Posfácio

Bibliografia

Índice alfabético

A

  • Acerto de contas. Tradução. Tradutor.
  • Aparecimento da Vulgata e uma tradução misteriosa.
  • Aspectos da tradução. Acerto de contas.

B

  • Bíblia latina. Aparecimento da Vulgata e uma tradução misteriosa.
  • Bibliografia.

D

  • Difícil tarefa de traduzir. Percalços.
  • Dificuldade e importância: grandeza e miséria. Tradução.
  • Dito italiano. Traduttori, traditori. Quando se tenta explicar a razão ou des-razão de famoso dito italiano.
  • Duas palavras de explicação. Ensaio sobre a filosofia da tradução.

E

  • Ensaio sobre a filosofia da tradução. Duas palavras de explicação.
  • Essa gente admirável e esquecida chamadaOs Tradutores.
  • Estranhos caminhos da tradução e o porquê disso.

F

  • Filosofia da tradução. Ensaio. Duas palavras de explicação.

G

  • Grandeza e miséria. Tradução.

I

  • Importância do tradutor de livros. Introdução ao tema. Tradução.
  • Introdução ao tema. Tradução.

M

  • Miséria e grandeza. Tradução.
  • Mito e realidade no trabalho de traduzir.

O

  • Os estranhos caminhos da tradução e o porquê disso.

P

  • Percalços da difícil tarefa de traduzir.
  • Posfácio.

Q

  • Quando se tenta explicar a razão ou des-razão de famoso dito italiano. Traduttori, traditori.

R

  • Realidade e mito no trabalho de traduzir.

T

  • Trabalho de traduzir. Mito e realidade.
  • Tradução misteriosa. Vulgata.
  • Tradução. Aparecimento da Vulgatae uma tradução misteriosa.
  • Tradução. Essa gente admirável e esquecida chamadaOs Tradutores.
  • Tradução. Importância e dificuldade: grandeza e miséria.
  • Tradução. Introdução ao tema
  • Tradução. Mito e realidade no trabalho de traduzir.
  • Tradução. Os estranhos caminhos da tradução e o porquê disso.
  • Tradução. Percalços da difícil tarefa de traduzir.
  • Tradução. Quando se tenta explicar a razão oudes-razão de famoso dito italiano. Traduttori, traditori.
  • Tradução. Tradutor. Acerto de contas.
  • Tradutor. Importância. Introdução ao tema. Tradução.
  • Tradutor. Tradução. Acerto de contas.
  • Tradutores. Essa gente admirável e esquecida.
  • Traduttori, traditori. Quando se tenta explicar a razão ou des-razão de famoso dito italiano.

V

  • Vulgata. Traduçãomisteriosa.

Recomendações

Capa do livro: Psicologia Jurídica - Temas de Aplicação I, Organizadoras: Maria Cristina Neiva de Carvalho e Vera Regina Miranda

Psicologia Jurídica - Temas de Aplicação I

 Organizadoras: Maria Cristina Neiva de Carvalho e Vera Regina MirandaISBN: 978853621561-7Páginas: 288Publicado em: 26/04/2007

Versão impressa

R$ 87,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Histórias da Alimentação no Paraná, Carlos Roberto Antunes dos Santos

Histórias da Alimentação no Paraná

 Carlos Roberto Antunes dos SantosISBN: 978853621645-4Páginas: 182Publicado em: 18/07/2007

Versão impressa

R$ 57,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Privacidade e Intimidade - Doutrina e Jurisprudência, Mario Sergio de Freitas Gamiz

Privacidade e Intimidade - Doutrina e Jurisprudência

 Mario Sergio de Freitas GamizISBN: 978853623785-5Páginas: 134Publicado em: 05/10/2012

Versão impressa

R$ 39,90Adicionar ao
carrinho