Direito Fundamental à Educação Indígena

Edson Damas da Silveira e Stela Aparecida Damas da Silveira

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Versão digital

Disponível para:AndroidiOSWindows Phone

Ficha técnica

Autor(es): Edson Damas da Silveira e Stela Aparecida Damas da Silveira

ISBN v. impressa: 978853623747-3

ISBN v. digital: 978853626598-8

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 104

Publicado em: 25/04/2012

Área(s): Direito Constitucional; Literatura e Cultura - Cidadania

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS, Android ou Windows Phone;

Disponível para as plataformas:

  • Android Android Android 4 ou posterior
  • iOSiOS iOS 7 ou posterior
  • Windows Phone Windows Phone Windows Phone 8 ou posterior

Não compatível para leitura em computadores;
Não permite a impressão do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

A presente obra é resultado da experiência profissional dos autores, ambos a trabalharem com povos e organizações indígenas por alguns anos no Estado de Roraima. A partir do momento em que enveredamos para o campo acadêmico, a temática indígena também tomou conta dos nossos projetos de pesquisa, cada qual refletindo a realidade amazônica sob a sua especialidade, mas sempre nos trilhos das ciências sociais. Importa também esclarecer que as discussões aqui suscitadas possuem um colorido interdisciplinar, perpassando-se o tema pelos fóruns pedagógicos e jurídicos, isso sem deixar de interessar ao âmbito antropológico, talvez por necessidade de uma melhor compreensão dos usos, costumes e tradições indígenas da nossa região. A forte tendência crítica dos nossos escritos deve ser entendida como possibilidade de correção do rumo da educação indígena no país, em que pese um arcabouço normativo razoável e propiciador de uma prática que de fato não se realiza em nosso país. É por isso que na segunda parte da obra estaremos a dialogar com casos concretos de intolerância e também ineficiência dos gestores públicos nessa área. Logo no início, o leitor irá perceber que este livro restou claramente escrito a quatro mãos, quer por respeito ao estilo da escrita de cada um dos autores, quer pela lente temática com que foram tratados os assuntos, alinhados primeiramente no modo a interessar os fundamentos pedagógicos para ao final – em razão da análise das eficácias normativas – se lançar sobre eles as luzes da hermenêutica jurídica construtiva. Imaginamos elaborar algo que fosse de fácil leitura, acessível à compreensão de todos e ainda esclarecedor de algumas situações que não encontramos precedente escrito em nenhuma outra obra, razão pela qual nos dispusemos a expor fatos que acreditamos inéditos principalmente na literatura jurídica, cônscios de que os nossos esforços de abordagem servirão para inaugurar uma ampla pleura de discussões, sem encerrar fileiras nas questões que envolvem o direito fundamental à educação indígena no Brasil.

Autor(es)

Edson Damas da Silveira é Procurador de Justiça em Roraima. Doutor e Mestre em Direito pela PUCPR; Especialista em Desenvolvimento Regional Sustentável; mestrando em Antropologia pela UFPE. Professor em cursos de graduação em Direito e no Mestrado em Direito Ambiental da Universidade do Estado do Amazonas.

Stela Aparecida Damas da Silveira é Secretária Municipal de Educação e Cultura de Boa Vista/RR. Mestre em Economia pela UFRGS; Especialista em Metodologia do Ensino, Educação Infantil e também em Psicopedagogia; doutoranda em Ciência Política pela UFRGS. Professora universitária.

Sumário

1 - INTRODUÇÃO

2 - DIREITO E EDUCAÇÃO INDÍGENA

2.1 Direito de Quem e para Quem?

2.2 Educação para Todos sob o Pálio da Diversidade

2.3 Educação Indígena Diferenciada e Específica como Direito Fundamental

Tabela 01 - Número de Estabelecimentos e de Matrículas de Educação Indígena, segundo a Região Geográfica - Brasil - 2003 a 2008

Tabela 02 - Número de Matrículasna Educação Indígena por etapas ou modalidades de Ensino, segundo a Região Geográfica - Brasil - 2008

Tabela 03 - Número de Professores na Educação Indígena por Escolaridade, segundo as Etapas de Ensino - Brasil - 2008

2.4 Histórico Normativo da Educação Indígena no Brasil

2.5 Territórios Etnoeducacionais

2.6 Escola Indígena a partir da Concepção de Educação Compartilhada pelos Povos

3 - PEDAGOGIA DIFERENCIADA E ESPECÍFICA

3.1 Um Olhar Pedagógico sobre o Referencial Curricular Nacional para as Escolas Indígenas

3.2 Reflexões Críticas sobre o Referencial Curricular Nacional para as Escolas Indígenas

3.2.1 Educação indígena e educação escolar indígena

3.2.2 Tarefa dos professores indígenas

3.2.3 Acesso e permanência do aluno indígena

3.2.4 Envolvimento da comunidade indígena

3.2.5 Interculturalidade escolar

3.2.6 Conteúdo escolar indígena

3.2.7 Protagonismo das crianças e dos jovens indígenas

3.2.8 Flexibilidade organizacional da escola indígena

3.2.9 Valorização cultural e desenvolvimento da consciência indígena

3.2.10 Metodologia do ensino indígena

3.2.11 Pedagogia para professores indígenas

4 - APONTAMENTOS JURÍDICOS SOBRE A EFETIVAÇÃO DA ESCOLA INDÍGENA

4.1 Direitos Indígenasde Última Geração

4.2 Direito à Educação Intercultural e Bilíngue

4.3 Hermenêutica dos Direitos Indígenas

4.4 Intolerâncias Oficiais Recorrentes

4.4.1 Dificuldades na formação dos professores indígenas

4.4.2 Contratação dos professores indígenas

4.4.3 Merenda escolar indígena

4.4.4 Censo escolar indígena e dificuldades de prestar informações

4.4.5 Das outras necessidades

5 - CONSIDERAÇÕS FINAIS

6 - REFERÊNCIAS

Índice alfabético

A

  • Acesso e permanência do aluno indígena
  • Apontamentos jurídicos sobre a efetivação da escola indígena

C

  • Censo escolar indígena e dificuldades de prestar informações
  • Comunidade indígena. Envolvimento
  • Consciência indígena. Valorização cultural e desenvolvimento da consciência indígena
  • Considerações finais
  • Conteúdo escolar indígena
  • Contratação dos professores indígenas
  • Criança. Protagonismo das crianças e dos jovens indígenas

D

  • Desenvolvimento e valorização cultural da consciência indígena
  • Destinação. Direito dequem e para quem?
  • Dificuldades na formação dos professores indígenas
  • Direito à educação intercultural e bilíngue
  • Direito de quem e para quem?
  • Direito e educação indígena
  • Direito fundamental. Educação indígena diferenciada e específica como direito fundamental
  • Direitos indígenas de última geração
  • Direitos indígenas. Hermenêutica dos direitos indígenas
  • Diversidade. Educação indígena diferenciada e específica como direito fundamental
  • Diversidade. Educação para todossob o pálio da diversidade

E

  • Educação compartilhada. Escola indígena a partir da concepção de educação compartilhada pelos povos
  • Educação indígena diferenciada e específica como direito fundamental
  • Educação indígena e Direito
  • Educação indígena e educação escolar indígena
  • Educação indígena. Histórico normativoda educação indígena no Brasil
  • Educação intercultural. Direito à educação intercultural e bilíngue
  • Educação para todos sob opálio da diversidade
  • Ensino indígena.Metodologia
  • Envolvimento da comunidade indígena
  • Escola indígena a partir da concepção de educação compartilhada pelos povos
  • Escola indígena. Apontamentos jurídicos sobre a efetivação da escola indígena
  • Escola indígena. Censo escolar indígena e dificuldades de prestar informações
  • Escola indígena. Flexibilidade organizacional da escola indígena
  • Escola indígena. Reflexões críticas sobre o referencial curricular nacional para as escolas indígenas
  • Escola indígena. Um olhar pedagógico sobre o referencial curricular nacional para as escolas indígenas
  • Etnoeducacional. Territórios etnoeducacionais

F

  • Flexibilidade organizacional da escola indígena

H

  • Hermenêutica dos direitos indígenas
  • Histórico normativo da educação indígenano Brasil

I

  • Indígena. Acesso e permanência do aluno indígena
  • Indígena. Conteúdoescolar indígena
  • Indígena. Educação indígena diferenciada e específica como direito fundamental
  • Indígena. Educação indígenae educação escolar indígena
  • Indígena. Escola indígena a partirda concepção de educação compartilhada pelos povos
  • Indígena. Tarefa dos professores indígenas
  • Interculturalidade escolar
  • Intolerâncias oficiais recorrentes
  • Introdução

J

  • Jovem indígena. Protagonismo das crianças e dos jovens indígenas

M

  • Merenda escolar indígena
  • Metodologia do ensino indígena

N

  • Normatividade. Histórico normativoda educação indígena no Brasil
  • Número de Estabelecimentos e de Matrículas de Educação Indígena, segundo a Região Geográfica. Brasil. 2003 a 2008. Tabela 01
  • Número de Matrículas na Educação I ndígena por etapas ou modalidades de Ensino, segundo a Região Geográfica. Brasil. 2008. Tabela 02
  • Número de Professores na Educação Indígena por Escolaridade, segundo as Etapas de Ensino. Brasil. 2008. Tabela 03

O

  • Outras necessidades

P

  • Pedagogia diferenciada e específica
  • Pedagogia para professores indígenas
  • Pedagogia. Um olhar pedagógico sobre o referencial curricular nacional para as escolas indígenas
  • Permanência e acessodo aluno indígena
  • Povos. Escola indígenaa partir da concepção de educação compartilhada pelos povos
  • Professor indígena. Contratação dos professores indígenas
  • Professor indígena. Dificuldades naformação dos professores indígenas
  • Professores indígenas. Pedagogia para professores indígenas
  • Professores indígenas. Tarefa dos professores indígenas
  • Protagonismo das criançase dos jovens indígenas

R

  • Referencial curricular. Reflexões críticas sobre o referencial curricular nacional para as escolas indígenas
  • Referencial curricular. Um olhar pedagógico sobre o referencial curricular nacional para as escolas indígenas
  • Referências
  • Reflexões críticas sobre o referencial curricular nacional para as escolas indígenas

T

  • Tabela 01. Número de Estabelecimentos e de Matrículas de Educação Indígena, segundo a Região Geográfica. Brasil. 2003 a 2008
  • Tabela 02. Número de Matrículas naEducação Indígena por etapas ou modalidades de Ensino, segundo a Região Geográfica. Brasil. 2008
  • Tabela 03. Número de Professores na Educação Indígena por Escolaridade, segundo as Etapas de Ensino. Brasil. 2008
  • Tarefa dos professores indígenas
  • Territórios etnoeducacionais

U

  • Última geração. Direitos indígenas de última geração
  • Um olhar pedagógico sobre o referencial curricular nacional para as escolas indígenas

V

  • Valorização cultural e desenvolvimento da consciência indígena

Recomendações

Capa do livro: Direitos Humanos & Direito Internacional, Coordenadores: Lier Pires Ferreira Júnior e Paulo Borges

Direitos Humanos & Direito Internacional

 Coordenadores: Lier Pires Ferreira Júnior e Paulo BorgesISBN: 853621346-9Páginas: 400Publicado em: 16/08/2006

Versão impressa

R$ 99,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Acesso à Moradia - Políticas Públicas e Sentença por Etapas, Teófilo Marcelo de Arêa Leão Júnior

Acesso à Moradia - Políticas Públicas e Sentença por Etapas

 Teófilo Marcelo de Arêa Leão JúniorISBN: 978853624732-8Páginas: 296Publicado em: 31/07/2014

Versão impressa

R$ 89,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Direitos Sociais, Alessandra Gotti Bontempo

Direitos Sociais

 Alessandra Gotti BontempoISBN: 853620943-7Páginas: 336Publicado em: 05/04/2005

Versão impressa

R$ 99,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Dignidade da Pessoa Humana, Israel Domingos Jorio

Dignidade da Pessoa Humana

 Israel Domingos JorioISBN: 978853625770-9Páginas: 192Publicado em: 04/05/2016

Versão impressa

R$ 69,90Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 49,90Adicionar eBook
ao carrinho