Direito ao Corpo - Modificações Corporais, Limites da Disponibilidade e Responsabilidade - Cirurgias Plásticas Estéticas - Tatuagem - Piercing - Escarificação - Implante Subcutâneo - Outras Práticas Radicalmente Modificativas do Corpo Humano

Mônica Silveira Vieira

Leia na Biblioteca Virtual
Preço:
Parcele em até 6x sem juros no cartão. Parcela mínima de R$ 20,00
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Mônica Silveira Vieira
ISBN: 978853624986-5
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 192
Publicado em: 22/01/2015
Área(s): Direito Constitucional; Direito - Outros
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

A obra trata do direito ao corpo, direito da personalidade dos mais relevantes e que atualmente suscita imensas controvérsias. Analisa os limites de disponibilidade de tal direito subjetivo, por meio do estudo das modificações corporais, que sempre foram realizadas ao longo da história humana, mas recentemente assumiram múltiplas formas e intensidade cada vez maiores, perdendo muitas vezes o significado tradicional e ritualístico.

Trata particularmente das intervenções sobre o corpo decorrentes de alegado exercício da autonomia da vontade, que abrangem desde as cirurgias plásticas até as variadas práticas comumente reunidas sob a designação body modification, como tatuagem, piercing, escarificação e implantes subcutâneos.

Busca-se estabelecer a convivência e harmonização possíveis entre a autonomia da vontade e os princípios e regras de ordem pública, a fim de definir a configuração e os limites do direito ao corpo no ordenamento jurídico brasileiro e de apontar os efeitos jurídicos aplicáveis àqueles que optam pela modificação especialmente intensa do próprio corpo.

AUTOR(ES)

MÔNICA SILVEIRA VIEIRA

Doutora e Mestre em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. Juíza de Direito do Estado de Minas Gerais. Autora e coautora de diversos livros e artigos jurídicos, dentre os quais se destaca a obra Eutanásia - Humanizando a Visão Jurídica, publicado pela Juruá Editora.

SUMÁRIO

1 - INTRODUÇÃO

2 - O CORPO HUMANO E SUA RELEVÂNCIA PARA O DIREITO

2.1 O Ser Humano em Seu Corpo

2.2 A Superação da Visão Dicotômica do Ser Humano

2.3 Imagem Corporal e Esquema Corporal: Dois Conceitos Advindos da Psicanálise

2.4 A Relevância Jurídica do Corpo

2.5 Distinções Necessárias

2.5.1 Corpo e Imagem

2.5.2 Corpo e Integridade Física

2.5.3 Corpo e Identidade

2.6 Modificações Corporais

3 - DIREITO AO CORPO

3.1 Direitos da Personalidade

3.2 Teorias Monista e Pluralista dos Direitos da Personalidade

3.3 O Princípio da Exclusividade

3.4 Conceituação e Distinções

3.5 A Regulação do Direito ao Corpo

3.6 Extrapatrimonialidade

4 - A DISPONIBILIDADELIMITADA DO DIREITO AO CORPO

4.1 Direito ao Corpo, Direito à Identidade Pessoal, Direito ao Livre Desenvolvimento da Personalidade: Interseções e Limites Impostos pela Dignidade

4.2 A Autonomia Privada e Seus Limites

4.2.1 Autonomia privada e direitos da personalidade

4.2.2 Autonomia e responsabilidade

4.2.3 Limites específicos ao exercício da autonomia em sede de direitos da personalidade

4.3 A Disponibilidade Limitada do Corpo Humano

4.4 A Inviolabilidade do Corpo e os Atos de Terceiros

4.5 O Crescimento das Práticas de Modificação Corporal

4.6 Da Nova Relação entre o Homem e seu Corpo

4.7 O Modelo Atual de Corpo Ideal

4.8 Individualismo e Dessacralização do Corpo

4.9 A Sociedade de Consumo e a Espetacularização do Corpo

4.10 A Influência dos Avanços Tecnológicos

4.11 Efeitos Adversos do Desvirtuado Culto ao Corpo

5 - MODIFICAÇÕES CORPORAIS EXTREMAS: CIRURGIAS PLÁSTICAS ESTÉTICAS RADICAIS

5.1 Cirurgias Plásticas Reparadoras e Estéticas

5.2 O Aumento do Número e da Intensidade de Cirurgias Plásticas

5.3 O Legítimo Objetivo das Cirurgias Plásticas Cosméticas

5.4 Alteração Total da Conformação do Corpo, Desnaturação da Identidade e Criação de Deformidades Incorrigíveis

5.5 Novamente os Limites de Disponibilidade do Direito ao Corpo

5.6 A Responsabilidade Médica

5.7 Cirurgia Plástica Estética e Consentimento Informado

6 - MODIFICAÇÕES CORPORAIS EXTREMAS: AS PRÁTICAS CONHECIDAS COMO BODY MODIFICATION

6.1 Body Modification

6.2 Práticas Tradicionais de Modificação Corporal

6.3 As Especificidades das Práticas Atuais de Modificação Corporal

6.4 Tatuagem

6.5 Piercing

6.6 Outras Práticas Radicalmente Modificativas da Superfície Corporal

6.7 Práticas que Envolvem Alteração de Aparência, sem Perda das Características Humanas

6.8 Práticas que Implicam Intensa Alteração da Conformação Corporal e Aquisição de Características Físicas NãoHumanas

6.8.1 A interferência com os direitos de personalidade de outras pessoas e seus efeitos jurídicos

6.8.2 A natureza coexistencial do homem e a dimensão relacional da dignidade

6.8.3 Novamente a responsabilidade

6.8.4 Alterações do corpo e a lesão da esfera de dignidade do outro

6.8.5 Limites do direito ao desenvolvimento da personalidade

6.8.6 Igualdade, diferença, tolerância, discriminação e a recusa de convivência

7 - CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Alteração total da conformação do corpo, desnaturação da identidade e criação de deformidades incorrigíveis
  • Aparência. Práticas que envolvem alteração de aparência, sem perda das características humanas
  • Ato de terceiros. Inviolabilidade do corpo e os atos de terceiros
  • Aumento do número e da intensidade de cirurgias plásticas
  • Autonomia e responsabilidade
  • Autonomia privada e direitos da personalidade
  • Autonomia privada e seus limites
  • Autonomia. Limites específicos ao exercício da autonomia em sede de direitos da personalidade

B

  • Body modification
  • Body modification. Modificações corporais extremas: as práticas conhecidas como body modification

C

  • Características físicas. Práticas que implicam intensa alteração da conformação corporal e aquisição de características físicas não humanas
  • Cirurgia plástica estética e consentimento informado
  • Cirurgia plástica. Legítimo objetivo das cirurgias plásticas cosméticas
  • Cirurgias plásticas reparadoras e estéticas
  • Coexistência. Natureza coexistencial do homem e a dimensão relacional da dignidade
  • Conceituação e distinções
  • Conclusão
  • Conformação corporal. Práticas que implicam intensa alteração da conformação corporal e aquisição de características físicas não humanas
  • Consentimento informado. Cirurgia plástica estética e consentimento informado
  • Consumo. Sociedade de consumo e a espetacularização do corpo
  • Convivência. Igualdade, diferença, tolerância, discriminação e a recusa de convivência
  • Corpo e identidade
  • Corpo e imagem
  • Corpo e integridade física
  • Corpo humano e sua relevância para o direito
  • Corpo ideal. Modelo atual de corpo ideal
  • Corpo. Alteração total da conformação do corpo, desnaturação da identidade e criação de deformidades incorrigíveis
  • Corpo. Alterações do corpo e a lesão da esfera de dignidade do outro
  • Corpo. Direito ao corpo, direito à identidade pessoal, direito ao livre desenvolvimento da personalidade: interseções e limites impostos pela dignidade
  • Corpo. Direito ao corpo
  • Corpo. Disponibilidade limitada do corpo humano
  • Corpo. Distinções necessárias
  • Corpo. Inviolabilidade do corpo e os atos de terceiros
  • Corpo. Modificações corporais extremas: cirurgias plásticas estéticas radicais
  • Corpo. Modificações corporais
  • Corpo. Nova relação entre o homem e seu corpo
  • Corpo. Relevância jurídica do corpo
  • Corpo. Ser humano em seu corpo
  • Corpo. Sociedade de consumo e a espetacularização do corpo
  • Culto ao corpo. Efeitos adversos do desvirtuado culto ao corpo

D

  • Deformidade. Alteração total da conformação do corpo, desnaturação da identidade e criação de deformidades incorrigíveis
  • Dicotomia. Superação da visão dicotômica do ser humano
  • Diferença. Igualdade, diferença, tolerância, discriminação e a recusa de convivência
  • Dignidade. Alterações do corpo e a lesão da esfera de dignidade do outro
  • Dignidade. Direito ao corpo, direito à identidade pessoal, direito ao livre desenvolvimento da personalidade: interseções e limites impostos pela dignidade
  • Dignidade. Natureza coexistencial do homem e a dimensão relacional da dignidade
  • Direito ao corpo, direito à identidade pessoal, direito ao livre desenvolvimento da personalidade: interseções e limites impostos pela dignidade
  • Direito ao corpo
  • Direito ao corpo. Disponibilidade limitada do direito ao corpo
  • Direito ao corpo. Novamente os limites de disponibilidade do direito ao corpo
  • Direito ao corpo. Regulação do direito ao corpo
  • Direito. Corpo humano e sua relevância para o direito
  • Direitos da personalidade
  • Direitos da personalidade. Interferência com os direitos de personalidade de outras pessoas e seus efeitos jurídicos
  • Discriminação. Igualdade, diferença, tolerância, discriminação e a recusa de convivência
  • Disponibilidade limitada do direito ao corpo
  • Distinção. Conceituação e distinções

E

  • Especificidades das práticas atuais de modificação corporal
  • Esquema corporal. Imagem corporal e esquema corporal: dois conceitos advindos da psicanálise
  • Estética. Cirurgia plástica estética e consentimento informado
  • Estética. Cirurgias plásticas reparadoras e estéticas
  • Estética. Modificações corporais extremas: cirurgias plásticas estéticas radicais
  • Exclusividade. Princípio da exclusividade
  • Extrapatrimonialidade

H

  • Homem. Nova relação entre o homem e seu corpo

I

  • Identidade pessoal. Direito ao corpo, direito à identidade pessoal, direito ao livre desenvolvimento da personalidade: interseções e limites impostos pela dignidade
  • Identidade. Alteração total da conformação do corpo, desnaturação da identidade e criação de deformidades incorrigíveis
  • Identidade. Corpo e identidade
  • Igualdade, diferença, tolerância, discriminação e a recusa de convivência
  • Imagem corporal e esquema corporal: dois conceitos advindos da psicanálise
  • Imagem. Corpo e imagem
  • Individualismo e dessacralização do corpo
  • Integridade física. Corpo e integridade física
  • Interferência com os direitos de personalidade de outras pessoas e seus efeitos jurídicos
  • Introdução

L

  • Limites específicos ao exercício da autonomia em sede de direitos da personalidade
  • Livre desenvolvimento. Direito ao corpo, direito à identidade pessoal, direito ao livre desenvolvimento da personalidade: interseções e limites impostos pela dignidade

M

  • Modificação corporal. Crescimento das práticas de modificação corporal
  • Modificação corporal. Especificidades das práticas atuais de modificação corporal
  • Modificação corporal. Práticas tradicionais de modificação corporal
  • Modificações corporais extremas: as práticas conhecidas como body modification
  • Modificações corporais extremas: cirurgias plásticas estéticas radicais
  • Modificações corporais
  • Monismo. Teorias monista e pluralista dos direitos da personalidade
  • Mudança corporal. Outras práticas radicalmente modificativas da superfície corporal

N

  • Natureza coexistencial do homem e a dimensão relacional da dignidade
  • Nova relação entre o homem e seu corpo
  • Novamente a responsabilidade

P

  • Personalidade. Autonomia privada e direitos da personalidade
  • Personalidade. Direito ao corpo, direito à identidade pessoal, direito ao livre desenvolvimento da personalidade: interseções e limites impostos pela dignidade
  • Personalidade. Direitos da personalidade
  • Personalidade. Interferência com os direitos de personalidade de outras pessoas e seus efeitos jurídicos
  • Personalidade. Limites do direito ao desenvolvimento da personalidade
  • Personalidade. Limites específicos ao exercício da autonomia em sede de direitos da personalidade
  • Piercing
  • Plástica. Modificações corporais extremas: cirurgias plásticas estéticas radicais
  • Pluralismo. Teorias monista e pluralista dos direitos da personalidade
  • Práticas que envolvem alteração de aparência, sem perda das características humanas
  • Práticas que implicam intensa alteração da conformação corporal e aquisição de características físicas não humanas
  • Práticas tradicionais de modificação corporal
  • Princípio da exclusividade
  • Psicanálise. Imagem corporal e esquema corporal: dois conceitos advindos da psicanálise

R

  • Referências
  • Regulação do direito ao corpo
  • Relevância jurídica do corpo
  • Reparadora. Cirurgias plásticas reparadoras e estéticas
  • Responsabilidade médica
  • Responsabilidade. Autonomia e responsabilidade
  • Responsabilidade. Novamente a responsabilidade

S

  • Ser humano em seu corpo
  • Ser humano. Superação da visão dicotômica do ser humano
  • Sociedade de consumo e a espetacularização do corpo
  • Superação da visão dicotômica do ser humano

T

  • Tatuagem
  • Tecnologia. Influência dos avanços tecnológicos
  • Teorias monista e pluralista dos direitos da personalidade
  • Tolerância. Igualdade, diferença, tolerância, discriminação e a recusa de convivência
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: