Fenomenologia e Humanismo - Reflexões Necessárias

Adriano Furtado Holanda

Leia na Biblioteca Virtual
Preço:
Parcele em até 6x sem juros no cartão. Parcela mínima de R$ 20,00
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Adriano Furtado Holanda
ISBN: 978853624633-8
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 232
Publicado em: 28/04/2014
Área(s): Psicologia - Fenomenologia; Filosofia
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

 

Fenomenologia e Humanismo - Reflexões Necessárias é uma proposta, um projeto, uma tentativa, uma aventura, um convite. A proposta é tão somente colocar isto: "reflexões" que consideramos "necessárias", sobre dois temas de relevância para o fazer cotidiano de muitos que trabalham com o "humano" ou, simplesmente, que gostam de pensar esse "humano". De maneira alguma se trata de um livro "definitivo". É muito mais um texto propositivo que, espera-se, tenha como consequência mais aberturas do que finalizações. Por isto é uma proposta e uma tentativa de se colocar o problema em termos mais próximos daqueles que não participam ativamente da linguagem - muitas vezes hermética e "iniciática" - das filosofias puras.

 

O livro foi pensado de modo que pudesse aliar certo rigor conceitual e de linguagem, e que ao mesmo tempo fosse acessível aos iniciantes e, ainda assim, pudesse ser propositivo aos que já detêm conhecimento sobre as duas temáticas. Neste sentido, espera-se sinceramente que as proposições aqui colocadas não sejam tomadas como regras a serem seguidas, mas como uma provocação que se dissemine em novas discussões e debates. E, principalmente, em novas reflexões para a prática.

Concebido para ser utilizado como início da colocação do problema (ou dos problemas), pode também ser usado em sala de aula, seja em cursos de graduação, sejam em cursos de especialização de várias áreas.

A proposta se apresenta em um momento em que se observa, ao menos na Psicologia, o crescimento (ou consolidação) de um "novo" campo - mas não inédito - que se constitui em torno da Fenomenologia. E para que este campo prospere, é preciso que tenhamos acesso a ele.

AUTOR(ES)

Adriano Furtado Holanda

Pós-doutor em Psicologia pela Universidade de Brasília - UnB. Doutor em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUC-Campinas. Mestre em Psicologia Clínica pela Universidade de Brasília - UnB. Especialista em Gestalt-terapia pelo Instituto de Gestalt-terapia de Brasília. Graduado em Psicologia pelo Centro de Ensino Unificado de Brasília. Editor-chefe das revistas Phenomenological Studies - Revista da Abordagem Gestáltica e Interação em Psicologia (UFPR). Membro colaborador do Círculo Latino-americano de Fenomenologia e membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Psicologia Fenomenológica. Professor universitário.

SUMÁRIO

PARTE I - Compreender a Fenomenologia

Introdução .

Uma Introdução Histórica (sempre necessária.) .

1 Gênese e Evolução Histórica da Fenomenologia .

2 Como Começar a Entender Fenomenologia? .

3 Elementos para uma Fenomenologia

4 Corporeidade, Temporalidade, História e Vida .

5 Fenomenologia, Psicologia e Psiquiatria

6 Atitude Fenomenológica e Prática Clínica

PARTE II - Humanismo e Humanismos: Pensar o Humano na Clínica

Introdução .

1 Há uma "Questão" Humanista? .

2 O Que é o Humanismo?

3 Protágoras de Abdera e a Máxima Humanista

4 O Renascimento e a Questão Humanista .

4.1 O Humanismo Renascentista

4.2 A Construção da Subjetividade na Renascença .

4.3 Natureza e Arte no Renascimento

4.4 As Utopias: Erasmo de Rotterdam e Thomas More

5 Humanismo, Humanismos e Psicologia

5.1 O Movimento Humanista em Psicologia

5.2 Breve Histórico da Psicologia "Humanista" .

5.3 Humanismo e Gestalt-Terapia - um "Caso Particular"

5.4 Notas Sobre a Psicologia Humanista no Brasil

6 À Guisa de Conclusão: a Crise das Ciências e o Huma nismo Fenomenológico de Husserl .

Referências

Anexos

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • Anexos .
  • Arte. Natureza e arte no renascimento .
  • Atitude fenomenológica e prática clínica

B

  • Brasil. Notas sobre a psicologia humanista no Bra sil
  • Breve histórico da psicologia "humanista" .

C

  • Ciências. À guisa de conclusão: a crise das ciências e o humanismo fenomenológico de Husserl .
  • Clínica. Humanismo e humanismos: pensar o humano na clínica
  • Compreender a fenomenologia .
  • Conclusão. À guisa de conclusão: a crise das ciên cias e o humanismo fenomenológico de Husserl .
  • Construção da subjetividade na Renascença .
  • Corporeidade, temporalidade, história e vida .

E

  • Elementos para uma fenomenologia .
  • Erasmo de Rotterdam. Utopias: Erasmo de Rotterdam e Thomas More

F

  • Fenomenologia, psicologia e psiquiatria .
  • Fenomenologia. Atitude fenomenológica e prática clínica
  • Fenomenologia. Como começar a entender fenomenolo gia?
  • Fenomenologia. Compreender a fenomenologia .
  • Fenomenologia. Compreender a fenomenologia. Intro dução
  • Fenomenologia. Elementos para uma fenomenologia .
  • Fenomenologia. Gênese e evolução histórica da fen omenologia
  • Fenomenologia. Uma introdução histórica (sempre n ecessária.)

G

  • Gênese e evolução histórica da fenomenologia .
  • Gestalt-terapia. Humanismo e gestalt-terapia - um "caso particular"

H

  • História. Corporeidade, temporalidade, história e vida
  • Histórico. Breve histórico da psicologia "humanis ta"
  • Histórico. Gênese e evolução histórica da fenomen ologia
  • Histórico. Uma introdução histórica (sempre neces sária.)
  • Humanismo e gestalt-terapia - um "caso particular "
  • Humanismo e humanismos: pensar o humano na clínic a
  • Humanismo e humanismos: pensar o humano na clínic a. Introdução
  • Humanismo fenomenológico. À guisa de conclusão: a crise das ciências e o humanismo fenomenológico de Husserl .
  • Humanismo renascentista .
  • Humanismo, humanismos e psicologia .
  • Humanismo. Há uma "questão" humanista? .
  • Humanismo. Movimento humanista em psicologia .
  • Humanismo. O que é o humanismo?
  • Humanismo. Renascimento e a questão humanista .
  • Husserl. À guisa de conclusão: a crise das ciênci as e o humanismo fenomenológico de Husserl .

M

  • Máxima humanista. Protágoras de Abdera e a máxima humanista
  • Movimento humanista em psicologia .

N

  • Natureza e arte no renascimento .
  • Notas sobre a psicologia humanista no Brasil .

P

  • Prática clínica. Atitude fenomenológica e prática clínica
  • Protágoras de Abdera e a máxima humanista
  • Psicologia. Fenomenologia, psicologia e psiquiatr ia
  • Psicologia humanista. Breve histórico da psicolog ia "humanista"
  • Psicologia humanista. Notas sobre a psicologia hu manista no Brasil
  • Psicologia. Humanismo, humanismos e psicologia .
  • Psicologia. Movimento humanista em psicologia .
  • Psiquiatria. Fenomenologia, psicologia e psiquiat ria

R

  • Referências
  • Renascença. Construção da subjetividade na Renasc ença
  • Renascentismo. Humanismo renascentista .
  • Renascimento e a questão humanista .
  • Renascimento. Natureza e arte no renascimento .

T

  • Temporalidade. Corporeidade, temporalidade, histó ria e vida
  • Thomas More. Utopias: Erasmo de Rotterdam e Thoma s More

U

  • Uma introdução histórica (sempre necessária.) .
  • Utopias: Erasmo de Rotterdam e Thomas More .

V

  • Vida. Corporeidade, temporalidade, história e vid a
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: