Voz na Psicanálise, A - Suas Incidências na Constituição do Sujeito, na Clínica e na Cultura

Organizador: Maurício Eugênio Maliska

Leia na Biblioteca Virtual
Versão Impressa:
Versão Digital (e-Book):
Disponível para:  Android  iOS  Windows Phone
Parcele em até 6x sem juros no cartão. Parcela mínima de R$ 20,00
FICHA TÉCNICA
Autor(es): Organizador: Maurício Eugênio Maliska
ISBN v. Impressa: 978853625441-8
ISBN v. Digital: 978853626057-0
Acabamento: Brochura
Número de Páginas: 206
Publicado em: 16/10/2015
Área(s): Psicologia - Psicanálise
VERSÃO DIGITAL (E-BOOK)
  • Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS, Android ou Windows Phone;
  • Disponível para as plataformas:
    Android Android 4 ou posterior
    iOS iOS 7 ou posterior
    Windows Phone Windows Phone 8 ou posterior
  • Não compatível para leitura em computadores;
  • Compra apenas via site da Juruá Editora.
CONFIRA TAMBÉM
SINOPSE

O presente livro é uma coletânea que reúne textos de psicanalistas franceses, argentinos e brasileiros discutindo a temática da voz na Psicanálise. Trata-se, portanto, de uma obra coletiva em que os autores oriundos de diver­sas formações psicanalíticas e com diferentes percursos na psicanálise convergem em torno do debate sobre a voz na Psicanálise.

A obra está dividida em três seções: na primeira, os textos de Erik Porge, Angela Vorcaro/Inês Catão e Maurício Eugênio Maliska abordam questões da psicose, do autismo e do fantasma, respectivamente, tomando a voz como objeto a fundamental na constituição do sujeito.

A segunda seção, composta pelos textos de Jean-Michel Vives, Claire Gillie, Jean Charmoille e Severina Sílvia Ferreira, aborda a voz nas suas relações com a cultura, mais especificamente, com a música, com os ritos simbólicos, com a ópera e a religião.

A terceira seção trata das incidências da voz na prática psicanalítica, nesse sentido, os textos de Diana Voronovsky, María de Borgatello Musolino, Carlos Augusto M. Remor, Ilda Rodriguez e Frédéric Vinot mostram a importância da voz na transferência e nos desdobramentos das intervenções do analista.

AUTOR(ES)

ORGANIZADOR

MAURÍCIO EUGÊNIO MALISKA

Doutor em Psicologia pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Mestre e Doutor em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, com Estágio de Doutorado (sanduíche) na Université Paris 7, França. Psicanalista. Professor de Psicanálise no Curso de Psicologia e no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem da Universidade do Sul de Santa Catarina – UNISUL. Membro e Ex-Presidente (2013-2014) da Maiêutica Florianópolis – Instituição Psicanalítica. Contato: mmaliska@yahoo.com.br

 

COLABORADORES

Angela Vorcaro

Carlos Augusto M. Remor

Claire Gillie

Diana Voronovsky

Erik Porge

Frédéric Vinot

Ilda Rodríguez

Inês Catão

Jean Charmoille

Jean-Michel Vives

María Borgatello de Musolino

Maurício Eugênio Maliska

Severina Sílvia Ferreira

SUMÁRIO

I Prefácio, Maurício Eugênio Maliska

II a voz na constituição do sujeito a partir do objeto a: incidências na psicose, no autismo, no fantasma

As vozes, a voz, Erik Porge

Invocação e endereçamento: sobre a sustentação teórica de uma práxis com o infans, Angela Vorcaro, Inês Catão

A voz no fantasma: da constituição ao atravessamento, Maurício Eugênio Maliska

III a voz e suas reverberações na cultura: música, rituais, ópera, religião

A Melo-mania ou a voz objeto de paixões, Jean-Michel Vives

Voz "flagelada", voz "transfigurada": a perpétua "clandestinidade vocal", Claire Gillie

De onde vem a voz? Jean Charmoille

Voz e sonoridade: uma aliança, Severina Sílvia Ferreira

IV a voz e suas incidências na prática clínica

Quando a voz não se dá, Diana Voronovsky

A voz toma a palavra, María Borgatello de Musolino

Intervenção e voz, Carlos Augusto M. Remor

Pontualizações da voz em Psicanálise, Ilda Rodríguez

De uma dimensão vociferante da transferência, Frédéric Vinot

Sobre os autores

ÍNDICE ALFABÉTICO

A

  • A Melo-mania ou a voz objeto de paixões. Jean-Michel Vives
  • A voz e suas incidências na prática clínica
  • A voz e suas reverberações na cultura: música, rituais, ópera, religião
  • A voz na constituição do sujeito a partir do objeto a: incidências na psico-se, no autismo, no fantasma
  • A voz no fantasma: da constituição ao atravessamento. Maurício Eugê-nio Maliska
  • A voz toma a palavra. María Borgatello de Musolino
  • Alucinação. A voz na constituição do sujeito a partir do objeto a: incidên-cias na psicose, no autismo, no fantasma
  • Alucinação. A voz no fantasma: da constituição ao atravessamento. Maurício Eugênio Maliska
  • Alucinação. As vozes, a voz. Erik Porge
  • Angela Vorcaro. Invocação e endereçamento: sobre a sustentação teórica de uma práxis com o infans. Angela Vorcaro / Inês Catão
  • As vozes, a voz. Erik Porge
  • Autismo. A voz na constituição do sujeito a partir do objeto a: incidências na psicose, no autismo, no fantasma
  • Autores. Sobre os autores

C

  • Carlos Augusto M. Remor. Intervenção e voz
  • Claire Gillie. Voz "flagelada", voz "transfigurada": a perpétua "clandesti-nidade vocal"
  • Clínica. A voz e suas incidências na prática clínica
  • Constituição do sujeito. A voz na constituição do sujeito a partir do obje-to a: incidências na psicose, no autismo, no fantasma
  • Cultura. A voz e suas reverberações na cultura: música, rituais, ópera, religião

D

  • De onde vem a voz? Jean Charmoille
  • De uma dimensão vociferante da transferência. Frédéric Vinot
  • Diana Voronovsky. Quando a voz não se dá

E

  • Endereçamento. Invocação e endereçamento: sobre a sustentação teórica de uma práxis com o infans. Angela Vorcaro / Inês Catão
  • Erik Porge. As vozes, a voz

F

  • Fantasma. A voz no fantasma: da constituição ao atravessamento. Maurício Eugênio Maliska
  • Frédéric Vinot. De uma dimensão vociferante da transferência

I

  • Ilda Rodríguez. Pontualizações da voz em Psicanálise
  • Inês Catão. Invocação e endereçamento: sobre a sustentação teórica de uma práxis com o infans. Angela Vorcaro / Inês Catão
  • Infans. Invocação e endereçamento: sobre a sustentação teórica de uma práxis com o infans. Angela Vorcaro / Inês Catão
  • Intervenção e voz. Carlos Augusto M. Remor
  • Invocação e endereçamento: sobre a sustentação teórica de uma práxis com o infans. Angela Vorcaro / Inês Catão

J

  • Jean Charmoille. De onde vem a voz?
  • Jean-Michel Vives. A Melo-mania ou a voz objeto de paixões

M

  • María Borgatello de Musolino. A voz toma a palavra
  • Maurício Eugênio Maliska. A voz no fantasma: da constituição ao atra-vessamento
  • Maurício Eugênio Maliska. Prefácio
  • Melo-mania ou a voz objeto de paixões. Jean-Michel Vives
  • Música. A voz e suas reverberações na cultura: música, rituais, ópera, religião
  • Música. Voz "flagelada", voz "transfigurada": a perpétua "clandestinida-de vocal". Claire Gillie

O

  • Ópera. A voz e suas reverberações na cultura: música, rituais, ópera, reli-gião

P

  • Palavra. A voz toma a palavra. María Borgatello de Musolino
  • Paixão. A Melo-mania ou a voz objeto de paixões. Jean-Michel Vives
  • Pontualizações da voz em Psicanálise. Ilda Rodríguez
  • Prefácio. Maurício Eugênio Maliska
  • Psicanálise. Pontualizações da voz em Psicanálise. Ilda Rodríguez
  • Psicose. A voz na constituição do sujeito a partir do objeto a: incidências na psicose, no autismo, no fantasma

Q

  • Quando a voz não se dá. Diana Voronovsky

R

  • Religião. A voz e suas reverberações na cultura: música, rituais, ópera, religião
  • Rituais. A voz e suas reverberações na cultura: música, rituais, ópera, religião

S

  • Severina Sílvia Ferreira. Voz e sonoridade: uma aliança
  • Sobre os autores
  • Sonoridade. Voz e sonoridade: uma aliança. Severina Sílvia Ferreira

T

  • Transferência. De uma dimensão vociferante da transferência. Frédéric Vinot

V

  • Voz e sonoridade: uma aliança. Severina Sílvia Ferreira
  • Voz e suas incidências na prática clínica
  • Voz e suas reverberações na cultura: música, rituais, ópera, religião
  • Voz no fantasma: da constituição ao atravessamento. Maurício Eugênio Maliska
  • Voz "flagelada", voz "transfigurada": a perpétua "clandestinidade vo-cal". Claire Gillie
  • Voz toma a palavra. María Borgatello de Musolino
  • Voz. A voz na constituição do sujeito a partir do objeto a: incidências na psicose, no autismo, no fantasma
  • Voz. De onde vem a voz? Jean Charmoille
  • Voz. De uma dimensão vociferante da transferência. Frédéric Vinot
  • Voz. Intervenção e voz. Carlos Augusto M. Remor
  • Voz. Pontualizações da voz em Psicanálise. Ilda Rodríguez
  • Voz. Quando a voz não se dá. Diana Voronovsky
INDIQUE ESSA OBRA

Indique essa obra para um amigo:

De:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez

Para:

Nome:

E-mail:

Informe apenas 1 email por vez


Mensagem: