Ônus da Prova no Novo Código de Processo Civil - Dinamização - Teoria e Prática

2ª Edição - Revista e Atualizada Camilo José D´Ávila Couto

Versão impressa

por R$ 89,90em 3x de R$ 29,97Adicionar ao carrinho

Versão digital

Disponível para:AndroidiOS
por R$ 64,70em 2x de R$ 32,35Adicionar ao carrinho

Ficha técnica

Autor(es): Camilo José D´Ávila Couto

ISBN v. impressa: 978853625750-1

ISBN v. digital: 978853625811-9

Edição/Tiragem: 2ª Edição - Revista e Atualizada

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 284

Publicado em: 29/04/2016

Área(s): Direito - Processual Civil

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS e Android. Não compatível KINDLE, LEV, KOBO e outros e-Readers.

Disponível para as plataformas:

  • AndroidAndroid 4 ou posterior
  • iOSiOS 7 ou posterior

Em computadores a leitura é apenas online e sem recursos de favoritos e anotações;
Não permite a impressão e cópia do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

O tema da presente obra recebe e transmite ingerências teórico-científico-jurídicas de todos os diversos “ramos” do Direito, v.g., do Direito Constitucional, do Direito Processual (Civil, Trabalhista, Administrativo), do direito material (Civil, Trabalhista, Administrativo etc.). Como se não bastasse, o tema tem viés interdisciplinar, pois conjuga seu objeto central a princípios de natureza constitucional, indissociáveis deste.

Todavia, a linha de pesquisa da obra versa, preponderantemente, sobre matéria de processo civil (incluindo o processo trabalhista e administrativo): a prova. O tema lato sensu prova e distribuição de seu ônus, por si só, guarda indiscutível interesse teórico e prático para todos os operadores do Direito, pois a prova e sua produção é fator decisivo no deslinde de toda demanda.

Ainda, o tema objeto desta obra tem relação direta com a efetividade da tutela jurisdicional, ou seja, com a tutela dos direitos que, por sua vez, relaciona-se intimamente com a necessidade do amplo acesso à justiça. O acesso à justiça é manifestação plena da cidadania e demonstração cabal da organização social de um Estado. O acesso à justiça é essencial para a tutela dos direitos e garantias individuais e coletivas. Quanto mais amplo e livre de óbices for o acesso à justiça, mais efetiva será a tutela jurisdicional, sendo espelho de um Poder Judiciário democrático e evoluído.

Autor(es)

CAMILO JOSÉ D’ÁVILA COUTO
Doutor em Direito Processual Civil pela Universidade de São Paulo – USP. Mestre em Direito Processual pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas. Pesquisador Visitante – estágio doutoral na Università degli Studi di Firenze, Itália, sob a supervisão do Doutor Remo Caponi. Professor de Direito desde 2002. Foi Promotor de Justiça – MP/ES no período de 1997 a 1998. Juiz de Direito – TJES desde 1998.

Sumário

I CONCEPÇÕES CONTEMPORÂNEAS SOBRE PROVA, p. 19

1.1 Prova, p. 21

1.1.1 Aspectos essenciais: conceito, relevância, finalidade, direito probatório, p. 21

1.2 Prova como Direito, p. 25

1.2.1 Concepção constitucionalista, p. 25

1.2.2 Natureza do direito à prova, p. 28

1.2.3 Direito das partes à prova e o dever de informação do juiz, p. 29

1.3 Prova como Dever, p. 34

1.3.1 Dever de produzir prova, p. 35

1.3.1.1 Fonte legal, p. 42

1.3.2 Crítica à noção de ônus processual e dever de provar, p. 44

1.4 Prova como Ônus, p. 45

II DOGMA DO ÔNUS DA PROVA, p. 49

2.1 Dogma do Onus Probandi na Modernidade, p. 49

2.1.1 Primeiras linhas, p. 49

2.1.2 Origem, p. 53

2.1.3 Regra de juízo, p. 60

2.1.3.1 Visão crítica, p. 63

2.1.3.2 Causas e efeitos de incertezas no processo, p. 65

2.1.4 Regra de conduta, p. 68

2.1.5 Nascimento da distinção entre ônus da prova objetivo e subjetivo, p. 71

2.1.5.1 Risco: elemento comum, p. 73

2.1.6 Ônus da prova no direito processual civil brasileiro, p. 75

2.1.6.1 Origem do critério adotado, p. 77

2.1.6.2 Ligação com o direito material, p. 79

2.1.6.3 Crítica ao critério, p. 81

2.1.7 Livre apreciação da prova, regras de experiência e presunções, p. 84

2.1.8 Conteúdo da sentença, p. 89

III TEORIA DA DINAMIZAÇÃO DO ÔNUS DA PROVA, p. 93

3.1 Aspectos Históricos, p. 94

3.1.1 Origem, p. 95

3.1.2 Fundamentos, p. 99

3.1.3 Características, p. 100

3.1.4 Críticas, p. 102

3.2 Dinamização do Ônus da Prova no Processo Civil Brasileiro, p. 102

3.2.1 Elementos conceituais, p. 106

3.2.1.1 Primeiras linhas, p. 106

3.2.1.2 Conceito de ônus processual versus dinamização, p. 110

3.2.1.3 Distribuição do ônus da prova: conceito, finalidade e forma, p. 112

3.2.1.3.1 Distribuição rígida: visão crítica, p. 115

3.2.1.4 Dinamização versus inversão do ônus da prova, p. 116

3.2.1.5 Atuação do juiz e das partes: novo paradigma, p. 124

3.2.2 Elementos estruturais, p. 127

3.2.2.1 Requisitos de aplicabilidade da dinamização do ônus da prova, p. 128

3.2.2.1.1 Primeiras linhas, p. 128

3.2.2.1.2 Impossibilidade de produção da prova, p. 130

3.2.2.1.3 Desigualdade econômico-financeira, p. 132

3.2.2.1.4 Desigualdade técnica, p. 136

3.2.2.1.5 Prova complexa, p. 139

3.2.2.1.6 Prova diabólica, p. 143

3.2.2.1.6.1 Prova de fato negativo, p. 146

3.2.2.1.6.2 Ação declaratória negativa, p. 149

3.2.2.1.6.3 Destruição de provas, p. 151

3.2.2.2 Dever de informação e aplicação da dinamização, p. 154

3.2.2.2.1 Dever de informação e ônus subjetivo da prova, p. 158

3.2.2.2.2 Momento de cumprimento, p. 159

3.2.2.2.3 Consequências da inobservância, p. 163

3.2.2.3 Momento da aplicação da dinamização, p. 163

3.2.2.3.1 Aplicação da dinamização em sede recursal, p. 166

3.2.2.3.2 Aplicação da dinamização antes da sentença: impedimento teórico, p. 168

3.2.2.4 Limites na aplicação da dinamização pelo Estado-juiz, p. 180

3.2.2.4.1 Prova diabólica reversa, p. 182

3.2.2.5 Poder-dever, dinamização, fundamentação e sentença, p. 183

3.2.2.6 Consequências da aplicação da dinamização no ordenamento jurídico, p. 186

3.3 Fundamentos da Aplicabilidade da Dinamização, p. 190

3.3.1 Princípios versus regras jurídicas, p. 193

3.3.2 Fundamentos constitucionais, p. 198

3.3.2.1 Inafastabilidade da jurisdição, p. 199

3.3.2.2 Igualdade entre as partes, p. 201

3.3.2.3 Direito à prova e devido processo legal, p. 203

3.3.3 Fundamentos sistêmicos, p. 206

3.3.3.1 Justiça: razão e fim axiológico do sistema jurídico, p. 206

3.3.3.2 Visão cooperativa do processo e a produção da prova, p. 208

3.3.4 Aplicação da dinamização na jurisprudência, p. 214

IV PERSPECTIVAS DE INSERÇÃO DA DINAMIZAÇÃO DO ÔNUS DA PROVA NO DIREITO POSITIVO, p. 223

4.1 Ley 01/2000 - Ley de Enjuiciamiento Civil de España, p. 223

4.2 Projeto de Lei 3.015/08, p. 225

4.3 Projeto de Lei 5.139/09, p. 227

4.4 Projeto de Lei 166/10, p. 230

V DINAMIZAÇÃO DO ÔNUS DA PROVA E O CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL DE 2015, p. 237

5.1 Estrutura da Dinamização do Ônus da Prova no Novo CPC, p. 238

5.1.1 Requisitos de aplicabilidade da dinamização do ônus da prova, p. 239

5.1.2 Decisão de aplicação da dinamização do ônus da prova, p. 240

5.1.3 Momento da aplicação da dinamização do ônus da prova pelo juiz, p. 241

5.1.4 Agravo de instrumento em face da decisão de dinamização do ônus da prova, p. 242

5.2 Questões Polêmicas Oriundas da Dinamização do Ônus da Prova no Novo CPC, p. 244

5.2.1 Dinamização do ônus da prova subjetivo versus objetivo, p. 244

5.2.2 Dinamização do ônus da prova em sede recursal, p. 246

5.2.3 Dinamização do ônus da prova na fase sentencial, p. 247

5.2.4 Dinamização do ônus da prova ex officio, p. 249

5.2.5 Dinamização parcial do ônus da prova, p. 249

5.2.6 Dinamização do ônus da prova e os respectivos custos, p. 250

CONCLUSÃO, p. 251

REFERÊNCIAS, p. 259

Índice alfabético

C

  • Concepções contemporâneas sobre prova, p. 19
  • Conclusão, p. 251

D

  • Dinamização do ônus da prova e o Código de Processo Civil de 2015, p. 237
  • Dinamização do ônus da prova e os respectivos custos, p. 250
  • Dinamização do ônus da prova em sede recursal, p. 246
  • Dinamização do ônus da prova ex officio, p. 249
  • Dinamização do ônus da prova na fase sentencial, p. 247
  • Dinamização do ônus da prova no processo civil brasileiro, p. 102
  • Dinamização do ônus da prova subjetivo versus objetivo, p. 244
  • Dinamização do ônus da prova. Ação declaratória negativa, p. 149
  • Dinamização do ônus da prova. Agravo de instrumento em face da deci-são de dinamização do ônus da prova, p. 242
  • Dinamização do ônus da prova. Aplicação da dinamização antes da sentença: impedimento teórico, p. 168
  • Dinamização do ônus da prova. Aplicação da dinamização em sede re-cursal, p. 166
  • Dinamização do ônus da prova. Aplicação da dinamização na jurispru-dência, p. 214
  • Dinamização do ônus da prova. Atuação do juiz e das partes: novo para-digma, p. 124
  • Dinamização do ônus da prova. Consequências da aplicação da dinami-zação no ordenamento jurídico, p. 186
  • Dinamização do ônus da prova. Consequências da inobservância, p. 163
  • Dinamização do ônus da prova. Decisão de aplicação da dinamização do ônus da prova, p. 240
  • Dinamização do ônus da prova. Desigualdade econômico-financeira, p. 132
  • Dinamização do ônus da prova. Desigualdade técnica, p. 136
  • Dinamização do ônus da prova. Destruição de provas, p. 151
  • Dinamização do ônus da prova. Dever de informação e aplicação da dinamização, p. 154
  • Dinamização do ônus da prova. Dever de informação e ônus subjetivo da prova, p. 158
  • Dinamização do ônus da prova. Direito à prova e devido processo legal, p. 203
  • Dinamização do ônus da prova. Distribuição rígida: visão crítica, p. 115
  • Dinamização do ônus da prova. Elementos estruturais, p. 127
  • Dinamização do ônus da prova. Estrutura da dinamização do ônus da prova no novo CPC, p. 238
  • Dinamização do ônus da prova. Fundamentos constitucionais, p. 198
  • Dinamização do ônus da prova. Fundamentos da aplicabilidade da di-namização, p. 190
  • Dinamização do ônus da prova. Fundamentos sistêmicos, p. 206
  • Dinamização do ônus da prova. Igualdade entre as partes, p. 201
  • Dinamização do ônus da prova. Impossibilidade de produção da prova, p. 130
  • Dinamização do ônus da prova. Inafastabilidade da jurisdição, p. 199
  • Dinamização do ônus da prova. Justiça: razão e fim axiológico do siste-ma jurídico, p. 206
  • Dinamização do ônus da prova. Limites na aplicação da dinamização pelo Estado-juiz, p. 180
  • Dinamização do ônus da prova. Momento da aplicação da dinamização, p. 163
  • Dinamização do ônus da prova. Momento da aplicação da dinamização do ônus da prova pelo Juiz, p. 241
  • Dinamização do ônus da prova. Momento de cumprimento, p. 159
  • Dinamização do ônus da prova. Perspectivas de inserção da dinamização do ônus da prova no direito positivo, p. 223
  • Dinamização do ônus da prova. Poder-dever, dinamização, fundamenta-ção e sentença, p. 183
  • Dinamização do ônus da prova. Primeiras linhas, p. 128
  • Dinamização do ônus da prova. Princípios versus regras jurídicas, p. 193
  • Dinamização do ônus da prova. Prova complexa, p. 139
  • Dinamização do ônus da prova. Prova de fato negativo, p. 146
  • Dinamização do ônus da prova. Prova diabólica, p. 143
  • Dinamização do ônus da prova. Prova diabólica reversa, p. 182
  • Dinamização do ônus da prova. Questões polêmicas oriundas da dinami-zação do ônus da prova no novo CPC, p. 244
  • Dinamização do ônus da prova. Requisitos de aplicabilidade da dinami-zação do ônus da prova, p. 128
  • Dinamização do ônus da prova. Requisitos de aplicabilidade da dinami-zação do ônus da prova, p. 239
  • Dinamização do ônus da prova. Teoria, p. 93
  • Dinamização do ônus da prova. Teoria. Aspectos históricos, p. 94
  • Dinamização do ônus da prova. Teoria. Características, p. 100
  • Dinamização do ônus da prova. Teoria. Conceito de ônus processual versus dinamização, p. 110
  • Dinamização do ônus da prova. Teoria. Críticas, p. 102
  • Dinamização do ônus da prova. Teoria. Elementos conceituais, p. 106
  • Dinamização do ônus da prova. Teoria. Fundamentos, p. 99
  • Dinamização do ônus da prova. Teoria. Origem, p. 95
  • Dinamização do ônus da prova. Teoria. Primeiras linhas, p. 106
  • Dinamização do ônus da prova. Visão cooperativa do processo e a pro-dução da prova, p. 208
  • Dinamização parcial do ônus da prova, p. 249
  • Dinamização versus inversão do ônus da prova, p. 116
  • Distribuição do ônus da prova: conceito, finalidade e forma, p. 112
  • Dogma do ônus da prova, p. 49

E

  • Estrutura da dinamização do ônus da prova no novo CPC, p. 238

L

  • Ley 01/2000 - Ley de Enjuiciamiento Civil de España, p. 223

N

  • Novo CPC. Estrutura da dinamização do ônus da prova no novo CPC, p. 238

O

  • Ônus da prova no direito processual civil brasileiro, p. 75
  • Ônus da prova. Conteúdo da sentença, p. 89
  • Ônus da prova. Crítica ao critério, p. 81
  • Ônus da prova. Dogma do ônus da prova, p. 49
  • Ônus da prova. Dogma do onus probandi na modernidade, p. 49
  • Ônus da prova. Ligação com o direito material, p. 79
  • Ônus da prova. Livre apreciação da prova, regras de experiência e pre-sunções, p. 84
  • Ônus da prova. Nascimento da distinção entre ônus da prova objetivo e subjetivo, p. 71
  • Ônus da prova. Origem, p. 53
  • Ônus da prova. Origem do critério adotado, p. 77
  • Ônus da prova. Primeiras linhas, p. 49
  • Ônus da prova. Regra de conduta, p. 68
  • Ônus da prova. Regra de juízo, p. 60
  • Ônus da prova. Regra de juízo. Causas e efeitos de incertezas no processo, p. 65
  • Ônus da prova. Regra de juízo. Visão crítica, p. 63
  • Ônus da prova. Risco: elemento comum, p. 73

P

  • Perspectivas de inserção da dinamização do ônus da prova no direito positivo, p. 223
  • Projeto de Lei 166/10, p. 230
  • Projeto de Lei 3.015/08, p. 225
  • Projeto de Lei 5.139/09, p. 227
  • Prova, p. 21
  • Prova como dever, p. 34
  • Prova como dever. Crítica à noção de ônus processual e dever de provar, p. 44
  • Prova como dever. Dever de produzir prova, p. 35
  • Prova como dever. Fonte legal, p. 42
  • Prova como direito, p. 25
  • Prova como direito. Concepção constitucionalista, p. 25
  • Prova como direito. Direito das partes à prova e o dever de informação do juiz, p. 29
  • Prova como direito. Natureza do direito à prova, p. 28
  • Prova como ônus, p. 45
  • Prova. Aspectos essenciais: conceito, relevância, finalidade, direito proba-tório, p. 21
  • Prova. Concepções contemporâneas, p. 19

R

  • Referências, p. 259

T

  • Teoria da dinamização do ônus da prova, p. 93

Recomendações

Capa do livro: Tutela Antecipada na Sentença no Novo CPC, Luciana Gontijo Carreira Alvim Cabral

Tutela Antecipada na Sentença no Novo CPC

3ª Edição - Revista e AtualizadaLuciana Gontijo Carreira Alvim CabralISBN: 978853627205-4Páginas: 122Publicado em: 28/08/2017

Versão impressa

R$ 49,90 Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 34,70 Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Prática Processual no Sistema Financeiro da Habitação, Alcio Manoel de Sousa Figueiredo

Prática Processual no Sistema Financeiro da Habitação

3ª Edição – Revista e AtualizadaAlcio Manoel de Sousa FigueiredoISBN: 978853622407-7Páginas: 336Publicado em: 03/04/2009

Versão impressa

R$ 99,90em 3x de R$ 33,30Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Manual Prático da Vara dos Registros Públicos - Roteiros, Procedimentos, Despachos e Sentenças, Denise Damo Comel

Manual Prático da Vara dos Registros Públicos - Roteiros, Procedimentos, Despachos e Sentenças

2ª Edição - Revista e AtualizadaDenise Damo ComelISBN: 978853628535-1Páginas: 224Publicado em: 15/01/2019

Versão impressa

R$ 89,90em 3x de R$ 29,97Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Teoria Geral dos Recursos e o Novo Código de Processo Civil, Luís Henrique Barbante Franzé

Teoria Geral dos Recursos e o Novo Código de Processo Civil

3ª Edição - Revista e Atualizada de Acordo com a Lei 13.256/2016Luís Henrique Barbante FranzéISBN: 978853625856-0Páginas: 244Publicado em: 01/06/2016

Versão impressa

R$ 84,70em 3x de R$ 28,23Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 59,90em 2x de R$ 29,95Adicionar e-Book
ao carrinho