Indústria Automobilística & A Política Econômica do Governo Geisel - Tensão em uma Parceria Histórica (1974-1978)

Nara Simone Roehe

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 30,00

Versão impressa

Versão digital

Disponível para:AndroidiOS

Ficha técnica

Autor(es): Nara Simone Roehe

ISBN v. impressa: 978853626883-5

ISBN v. digital: 978853627029-6

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 196

Publicado em: 23/06/2017

Área(s): Direito - Econômico; Economia

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS e Android. Não compatível KINDLE, LEV, KOBO e outros e-Readers.

Disponível para as plataformas:

  • AndroidAndroid 4 ou posterior
  • iOSiOS 7 ou posterior

Em computadores a leitura é apenas online e sem recursos de favoritos e anotações;
Não permite a impressão e cópia do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

O estabelecimento da indústria automobilística multinacional deu-se na década de 1950, não somente através do esforço, mas também da disposição e da estratégia do Estado brasileiro. Seguindo o modelo desenvolvimentista, a criação do GEIA, em 1956, destacou-se como sendo a primeira legislação específica para o setor automotivo que estabeleceu as regras, assim como a concessão de estímulos e desestímulos para a instalação e atuação daquela indústria no país. No entanto, com as implicações políticas posteriormente ocorridas, o GEIA foi desmembrado e sua atuação, como instrumento legal, levada à inexpressividade.

Por outro lado, após sua maturação no país hospedeiro, entre os anos de 1968 e 1973, a indústria automobilística se apresentou como um dos segmentos líderes e principais pilares da expansão econômica brasileira, contribuindo de forma significativa para o crescimento do PIB nacional, cuja variação percentual no período consagrou o milagre econômico.

Mas, frente à exaustão do crescimento interno acelerado e à crise internacional do petróleo, a partir de 1974, o governo Geisel adotou medidas restritivas preconizando a busca do saneamento econômico. Estas diretrizes do Estado, ao serem aplicadas, promoveram divergências entre os interesses corporativos daquele setor da indústria e os interesses nacionais do Brasil.

Nesse sentido, depois de um momento de grande expansão e desregulamentação, o ajustamento da indústria automobilística às novas políticas econômicas causou um conflito entre o governo e aquele segmento que é considerado o motor da industrialização brasileira.

Autor(es)

NARA SIMONE ROEHE
Doutora em História Econômica; Mestre em História Política; Pós-Graduada em Estética (Florença/Itália); Graduada em História e em Artes Plásticas. Historiadora e Professora Universitária, suas pesquisas mais recentes se concentram no campo da História Moderna com ênfase na gênese do capitalismo e dos Estados Nacionais, assim como os seus reflexos identificados na época atual.

Sumário

Capítulo 1 INTRODUÇÃO, p. 13

Capítulo 2 DOUTRINAS E PROCESSO ECONÔMICO NA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA, p. 19

2.1 O Pensamento Econômico na Cepal, p. 22

2.2 O Pensamento Econômico (Neo) Liberal, p. 28

2.3 O Pensamento Econômico Desenvolvimentista, p. 29

2.4 O Pensamento Econômico Desenvolvimentista Não Nacionalista, p. 35

2.5 O Pensamento Econômico Desenvolvimentista Nacionalista, p. 38

2.6 O Pensamento Econômico Socialista, p. 45

Capítulo 3 O ESTABELECIMENTO DA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA NO BRASIL, p. 51

3.1 Os Automóveis na História, p. 51

3.2 O Plano de Regulamentação para o Setor, p. 56

3.3 JK e a Campanha Automobilística, p. 61

3.4 A Atuação do Governo Kubitschek, p. 66

3.5 Crise Política e os Preâmbulos do Golpe Militar, p. 72

Capítulo 4 ERNESTO GEISEL NA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, p. 79

4.1 O Arquivo, p. 79

4.2 O Governo, p. 80

4.3 O Estabelecimento da Fabbrica Italiana Automobili Torino (FIAT) no Brasil, p. 87

4.4 O Final do Milagre Econômico e o Choque Internacional do Petróleo, p. 92

Capítulo 5 CONFLITO DE INTERESSES ENTRE A INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA E AS DIRETRIZES ECONÔMICAS DO GOVERNO, p. 109

5.1 A Crise no Setor Automotivo, p. 109

5.2 O II Plano Nacional de Desenvolvimento (II PND) e o Papel do Estado, p. 122

5.3 O Enfraquecimento Legislativo Frente à Atuação das Empresas Multinacionais, p. 135

5.4 Consequências da Supressão Energética, p. 150

Capítulo 6 CONSIDERAÇÕES FINAIS, p. 163

REFERÊNCIAS, p. 169

Índice alfabético

A

  • Arquivo. Ernesto Geisel na Presidência da República, p. 79
  • Atuação do Governo Kubitschek, p. 66
  • Automobilístico. Conflito de interesses entre a indústria automobilística e as diretrizes econômicas do governo, p. 109
  • Automobilístico. JK e a campanha automobilística, p. 61
  • Automobilístico. O estabelecimento da indústria automobilística no Brasil, p. 51
  • Automotivo. A crise no setor automotivo, p. 109
  • Automóvel. Os automóveis na história, p. 51

B

  • Brasil. Doutrinas e processo econômico na industrialização brasileira, p. 19
  • Brasil. O Estabelecimento da Fabbrica Italiana Automobili Torino (FIAT) no Brasil, p. 87
  • Brasil. O estabelecimento da indústria automobilística no Brasil, p. 51

C

  • Campanha automobilística. JK e a campanha automobilística, p. 61
  • Cepal. O pensamento econômico na Cepal, p. 22
  • Conflito de interesses entre a indústria automobilística e as diretrizes econômicas do governo, p. 109
  • Consequências da supressão energética, p. 150
  • Considerações finais, p. 163
  • Crise no setor automotivo, p. 109
  • Crise política e os preâmbulos do golpe militar, p. 72

D

  • Desenvolvimento. O II Plano Nacional de Desenvolvimento (II PND) e o papel do Estado, p. 122
  • Desenvolvimento. O pensamento econômico desenvolvimentista, p. 29
  • Desenvolvimento. O pensamento econômico desenvolvimentista nacionalista, p. 38
  • Desenvolvimento. O pensamento econômico desenvolvimentista não nacionalista, p. 35
  • Diretrizes econômicas. Conflito de interesses entre a indústria automobilística e as diretrizes econômicas do governo, p. 109
  • Doutrinas e processo econômico na industrialização brasileira, p. 19

E

  • Economia. Doutrinas e processo econômico na industrialização brasileira, p. 19
  • Economia. O final do milagre econômico e o choque internacional do petróleo, p. 92
  • Economia. O pensamento econômico (neo) liberal, p. 28
  • Economia. O pensamento econômico desenvolvimentista, p. 29
  • Economia. O pensamento econômico desenvolvimentista nacionalista, p. 38
  • Economia. O pensamento econômico desenvolvimentista não nacionalista, p. 35
  • Economia. O pensamento econômico na Cepal, p. 22
  • Economia. O pensamento econômico socialista, p. 45
  • Econômico. Conflito de interesses entre a indústria automobilística e as diretrizes econômicas do governo, p. 109
  • Empresas multinacionais. O enfraquecimento legislativo frente à atuação das empresas multinacionais, p. 135
  • Energético. Consequências da supressão energética, p. 150
  • Ernesto Geisel na Presidência da República, p. 79
  • Estabelecimento da Fabbrica Italiana Automobili Torino (FIAT) no Brasil, p. 87
  • Estabelecimento da indústria automobilística no Brasil, p. 51
  • Estado. O II Plano Nacional de Desenvolvimento (II PND) e o papel do Estado, p. 122

F

  • FIAT. O Estabelecimento da Fabbrica Italiana Automobili Torino (FIAT) no Brasil, p. 87
  • Final do milagre econômico e o choque internacional do petróleo, p. 92

G

  • Geisel. Ernesto Geisel na Presidência da República, p. 79
  • Golpe militar. Crise política e os preâmbulos do golpe militar, p. 72
  • Governo Kubitschek. A atuação do governo Kubitschek, p. 66
  • Governo. Conflito de interesses entre a indústria automobilística e as diretrizes econômicas do governo, p. 109
  • Governo. Ernesto Geisel na presidência da República, p. 80

H

  • História. Os automóveis na história, p. 51

I

  • Indústria automobilística. Conflito de interesses entre a indústria automobilística e as diretrizes econômicas do governo, p. 109
  • Indústria automobilística. O estabelecimento da indústria automobilística no Brasil, p. 51
  • Industrialização. Doutrinas e processo econômico na industrialização brasileira, p. 19
  • Internacional. O final do milagre econômico e o choque internacional do petróleo, p. 92
  • Introdução, p. 13

J

  • JK e a campanha automobilística, p. 61

K

  • Kubitschek. A atuação do governo Kubitschek, p. 66

M

  • Milagre econômico. O final do milagre econômico e o choque internacional do petróleo, p. 92
  • Militar. Crise política e os preâmbulos do golpe militar, p. 72
  • Multinacionais. O enfraquecimento legislativo frente à atuação das empresas multinacionais, p. 135

N

  • Nacionalismo. O pensamento econômico desenvolvimentista nacionalista, p. 38
  • Nacionalismo. O pensamento econômico desenvolvimentista não nacionalista, p. 35
  • Neoliberal. O pensamento econômico (neo) liberal, p. 28

O

  • Os automóveis na história, p. 51

P

  • Pensamento econômico (neo) liberal, p. 28
  • Pensamento econômico desenvolvimentista, p. 29
  • Pensamento econômico desenvolvimentista nacionalista, p. 38
  • Pensamento econômico desenvolvimentista não nacionalista, p. 35
  • Pensamento econômico na Cepal, p. 22
  • Pensamento econômico socialista, p. 45
  • Petróleo. O final do milagre econômico e o choque internacional do petróleo, p. 92
  • Plano de regulamentação para o setor, p. 56
  • Plano Nacional de Desenvolvimento. O II Plano Nacional de Desenvolvimento (II PND) e o papel do Estado, p. 122
  • Política. Crise política e os preâmbulos do golpe militar, p. 72
  • Presidência da República. Ernesto Geisel na Presidência da República, p. 79
  • Processo econômico. Doutrinas e processo econômico na industrialização brasileira, p. 19

R

  • Referências, p. 169
  • Regulamentação. O plano de regulamentação para o setor, p. 56

S

  • Setor automotivo. A crise no setor automotivo, p. 109
  • Socialismo. O pensamento econômico socialista, p. 45
  • Supressão energética. Consequências da supressão energética, p. 150

Recomendações

Capa do livro: Delitos Publicitários - No Código de Defesa do Consumidor e na Lei 8.137/90, Marcos Daniel V. Ticianelli/Coords: Luiz Regis Prado e Adel El Tasse

Delitos Publicitários - No Código de Defesa do Consumidor e na Lei 8.137/90

 Marcos Daniel V. Ticianelli/Coords: Luiz Regis Prado e Adel El TasseISBN: 978853621493-1Páginas: 250Publicado em: 09/03/2007

Versão impressa

R$ 74,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Ensaios de Direito Empresarial e Econômico, Coordenador: Jeferson Dytz Marin

Ensaios de Direito Empresarial e Econômico

 Coordenador: Jeferson Dytz MarinISBN: 978853623065-8Páginas: 202Publicado em: 02/08/2010

Versão impressa

R$ 59,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Direito & Know-How, Daniela Zaitz

Direito & Know-How

 Daniela ZaitzISBN: 853621080-XPáginas: 272Publicado em: 21/09/2005

Versão impressa

R$ 79,90Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Direito Bancário, Felipe Herdem Lima

Direito Bancário

 Felipe Herdem LimaISBN: 978853628390-6Páginas: 134Publicado em: 18/10/2018

Versão impressa

R$ 54,70Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 39,90Adicionar e-Book
ao carrinho