Lei de Anistia & Justiça de Transição - O Redimensionamento do Debate e o Julgamento da ADPF 153 pelo STF

Fábio Fernandes Maia

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Ficha técnica

Autor(es): Fábio Fernandes Maia

ISBN: 978853624714-4

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 252

Publicado em: 01/07/2014

Área(s): Direito Constitucional

Sinopse

Com a queda do governo Jango em 1964 iniciou-se no Brasil o período do chamado Regime Militar. Durante 21 anos o país foi dirigido pelas Forças Armadas num sistema político fechado e autoritário. A partir de 1985 iniciou-se o processo, ainda que incompleto, de transição política.

A presente obra investiga o processo de transição brasileiro feito a partir da promulgação da Lei de Anistia (Lei 6.683/79) e o leading case da Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental nº 153 que enfrentou a extensão e alcance da anistia política conferida pela Lei 6.683/79 aos agentes perpetradores de graves violações de Direitos Humanos à luz dos postulados da Constituição brasileira de 1988, dos tratados internacionais de direitos humanos e do entendimento da Corte Interamericana de Direitos Humanos.

Pretende-se com este estudo responder ao seguinte questionamento: em que medida o STF utilizou das técnicas e postulados da Justiça de transição construídos e sedimentados a partir dos Tribunais de Tóquio e Nuremberg após a II Guerra Mundial no julgamento do processo objetivo da Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental 153?

O objetivo deste livro e fornecer subsídios e fundamentos para contribuir com o debate da construção de um Estado de Direito mais amplo e democrático.

Boa Leitura!

Autor(es)

Fábio Fernandes Maia

Mestre em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina. Graduado em Direito pela Universidade Católica do Salvador. Professor universitário. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em História do Direito, atuando principalmente nos seguintes temas: Justiça de Transição, História do Direito, Constituição, Direitos Humanos e Estado.

Sumário

LISTA DE ABREVIATURAS

INTRODUÇÃO

Capítulo I - PRECEDENTES HISTÓRICOS DA "PROMULGAÇÃO" DA LEI DE ANISTIA

1.1 A Distensão Lenta e Gradual Patrocinada pelo Regime

1.2 Um Novo Surto Repressivo

1.3 O "Suicídio de Vlado"

1.4 A Demissão do Comandante do II Exército

1.5 A Censura e a Lei Falcão

1.6 O Pacote de Abril

1.6.1 A Emenda Constitucional 8

1.6.2 O Decreto-Lei 1.541/77

1.6.3 O Decreto-Lei 1.542/77

1.7 A Aprovação da Lei 6.683/79

Capítulo II - DÉCADA DE 90: A JUSTIÇA DE TRANSIÇÃO E O REDIMENSIONAMENTO DO DEBATE

2.1 Justiça de Transição: Intróito

2.2 Conceito e Espécies

2.3 Reconhecimento e Reparação das Vítimas e Familiares

2.3.1 Estratégias de reparação utilizadas no Brasil

2.4 Do Direito Fundamental à Memória e à Verdade

2.4.1 1º Momento: o Projeto Brasil Nunca Mais

2.4.2 2º Momento: o Livro Direito à Memória e Verdade

2.4.3 Momento atual

2.4.4 Dificuldades ainda não enfrentadas

2.5 Reforma do Estado

2.5.1 Breve histórico dos antecedentes da redemocratização no Brasil

2.5.2 Os sistemas penais criados pelo regime militar

2.5.2.1 O sistema penal oficial

2.5.2.2 O sistema penal paralelo

2.5.2.3 O sistema penal subterrâneo

2.5.3 O Estado brasileiro após a Constituição de 88

Capítulo III - RESPONSABILIZAÇÃO DOS AGENTES VIOLADORES DE DIREITOS HUMANOS E O JULGAMENTO DA ADPF 153

3.1 Os Crimes de Lesa-Humanidade

3.2 O Jus Cogens, a Imprescritibilidade e a Jurisdição Universal

3.3 O Sistema Interamericano e sua Interpretação Sobre Autoanistias

3.3.1 O caso Gomes Lund e outros (Guerrilha do Araguaia) vs. Brasil

3.4 A ADPF 153: Notas Introdutórias

3.5 A Petição Inicial da OAB

3.5.1 Dispositivo legal questionado

3.5.2 Cabimento da presente demanda

3.5.3 Inépcia jurídica da interpretação questionada da Lei 6.683/79

3.5.4 Preceitos fundamentais violados pela interpretação questionada da Lei 6.683/79

3.5.5 Pedido

3.6 O Saneamento do Processo

3.6.1 Parecer da AGU como defensor legis

3.6.2 Parecer da PGR (custos constitutionis)

3.6.3 A negativa de audiência pública

3.7 Voto do Relator (Vencedor)

3.8 Votos Divergentes

3.8.1 Voto do Ministro Ricardo Lewandowski

3.8.2 Voto do Ministro Ayres Britto

Capítulo IV - AS CONTRADIÇÕES DO STF EM FACE DO JULGAMENTO DA ADPF 153

4.1 O Habeas Corpus 85785/TO: a Incorporação dos Tratados de Direitos Humanos ao Ordenamento Constitucional Brasileiro

4.2 A Reclamação Constitucional 4335/AC e a Suposta Mutação Constitucional do art. 52, X da Constituição Federal

4.3 A Extradição 1085: o Caso Cesare Battisti

CONSIDERAÇÕES FINAIS

REFERÊNCIAS

Índice alfabético

A

  • ADPF 153 Contradições do STF emface do julgamento da ADPF 153
  • ADPF 153. Responsabilização dos agentes violadores de direitos humanos e o julgamento da ADPF 153
  • ADPF 153: Notas introdutórias
  • Anistia. Pedido
  • Aprovação da Lei 6.683/79
  • Araguaia. Caso Gomes Lund e outros (Guerrilha do Araguaia)vs. Brasil
  • Autoanistia. Sistema interamericano e sua interpretação sobre autoanistias

B

  • Breve histórico dos antecedentes da Redemocratização no Brasil

C

  • Cabimento da presente demanda
  • Caso Gomes Lund e outros (Guerrilha do Araguaia)vs. Brasil
  • Censura e alei falcão
  • Cesare Battisti. Extradição 1085: o caso Cesare Battisti
  • Conceito eespécies
  • Considerações finais
  • Contradições do STF em face do julgamento da ADPF 153
  • Convenção internacional. Habeas corpus 85.785/TO. Incorporação dos tratados de direitos humanos ao ordenamento constitucional brasileiro
  • Crimes de lesa-humanidade

D

  • Década de 90: a justiça de transição e o redimensionamento do debate
  • Decreto-Lei 1.541/77
  • Decreto-Lei 1.542/77
  • Demissão do comandante do II Exército
  • Dificuldades ainda não enfrentadas
  • Direito fundamental àmemória e à verdade
  • Direitos humanos. Habeas corpus 85.785/TO. Incorporação dos tratados de direitos humanos ao ordenamento constitucional brasileiro
  • Direitos humanos. Responsabilização dos agentes violadores de direitos humanos e o julgamento da ADPF 153
  • Dispositivo legalquestionado
  • Distensão lenta e gradualpatrocinada pelo regime

E

  • Emenda Constitucional 8
  • Estado brasileiro após aConstituição de 88
  • Estado. Reforma do Estado
  • Estratégias de reparação utilizadas no Brasil
  • Extradição 1085: o caso Cesare Battisti

G

  • Guerrilha do Araguaia. Caso Gomes Lund e outros (Guerrilha do Araguaia) vs. Brasil

H

  • Habeas corpus 85.785/TO. Incorporação dos tratados de direitos humanos ao ordenamento constitucional brasileiro
  • Histórico. Breve histórico dos antecedentes da Redemocratização no Brasil

I

  • Índice alfabético
  • Inépcia jurídica da interpretaçãoquestionada da Lei 6.683/79
  • Introdução

J

  • Jus cogens, a imprescritibilidade e a jurisdição universal
  • Justiça de transição. Intróito

L

  • Lei 6.683/79. Aprovação
  • Lei 6.683/79. Inépcia jurídica da interpretação questionada da Lei 6.683/79
  • Lei 6.683/79. Preceitos fundamentais violados pela interpretação questionada da Lei 6.683/79
  • Lei da anistia. Precedentes históricos da "promulgação" da Lei de Anistia
  • Lei Falcão. Censura e a lei falcão
  • Lista de abraviaturas

M

  • Momento atual

N

  • Negativa de audiência pública

P

  • 1º momento. O Projeto Brasil nunca mais
  • Pacote de abril
  • Parecer da AGU comodefensor legis
  • Parecer da PGR (custos constitutionis)
  • Pedido. Anistia
  • Petição inicial da OAB
  • Precedentes históricos da "promulgação" da Lei de Anistia
  • Preceitos fundamentais violados pela interpretação questionada da Lei 6.683/79
  • Prescrição.Jus cogens, a imprescritibilidade e a jurisdição universal

R

  • Reclamação constitucional 4335/AC e a suposta mutação constitucional do art. 52, X da CF/88
  • Reconhecimento e reparação das vítimas e familiares
  • Redemocratização. Breve histórico dos antecedentes da Redemocratização no Brasil
  • Referências
  • Reforma do Estado
  • Regime militar. Sistemas penaiscriados pelo regime militar
  • Reparação. Reconhecimento e reparação das vítimas e familiares
  • Responsabilização dos agentes violadores de direitos humanos e o julgamento da ADPF 153

2

  • 2º momento. O livro direito à memória e verdade

S

  • Saneamento do processo
  • Sistema interamericano e sua interpretação sobre autoanistias
  • Sistema penaloficial
  • Sistema penalparalelo
  • Sistema penal subterrâneo
  • Sistemas penais criadospelo regime militar
  • "Suicídio de Vlado"

T

  • Tratados. Habeas corpus 85.785/TO. Incorporação dos tratados de direitos humanos ao ordenamento constitucional brasileiro

U

  • Um novo surto repressivo

V

  • Voto do Ministro Ayres Britto
  • Voto do Ministro Ricardo Lewandowski
  • Voto do relator(vencedor)
  • Votos divergentes

Recomendações

Capa do livro: Direito Adquirido Ato Jurídico Perfeito e Coisa Julgada - Considerados, Nelson Borges

Direito Adquirido Ato Jurídico Perfeito e Coisa Julgada - Considerados

1ª Edição, 2ª TiragemNelson BorgesISBN: 857394300-9Páginas: 152Publicado em: 06/03/2002

Versão impressa

R$ 47,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Dano Moral e Direitos Fundamentais - Uma Abordagem Multidisciplinar, Luiz Eduardo Gunther e Maria Francisca Carneiro

Dano Moral e Direitos Fundamentais - Uma Abordagem Multidisciplinar

 Luiz Eduardo Gunther e Maria Francisca CarneiroISBN: 978853624063-3Páginas: 368Publicado em: 26/03/2013

Versão impressa

R$ 99,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Acesso às Informações Genéticas do Trabalhador - Discriminação Genética e o Livre Consentimento Esclarecido, Ariel Salete de Moraes Junior

Acesso às Informações Genéticas do Trabalhador - Discriminação Genética e o Livre Consentimento Esclarecido

 Ariel Salete de Moraes JuniorISBN: 978853626006-8Páginas: 158Publicado em: 25/07/2016

Versão impressa

R$ 59,90Adicionar ao
carrinho
Versão impressa
+ eBook grátis

Na compra da versão impressa, a versão digital é brinde!


Versão digital

R$ 40,90Adicionar ao
carrinho