Direito Penal de Empresa & Criminalidade Econômica Organizada - Responsabilidade Penal das Pessoas Jurídicas e de seus Representantes Face aos Crimes Corporativos

Victor Augusto Estevam Valente

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 20,00

Versão impressa

Na compra da versão impressa, o e-Book é brinde!

Versão digital

Disponível para:AndroidiOSWindows Phone

Ficha técnica

Autor(es): Victor Augusto Estevam Valente

ISBN v. impressa: 978853625169-1

ISBN v. digital: 978853626188-1

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 356

Publicado em: 27/05/2015

Área(s): Direito Penal

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS, Android ou Windows Phone;

Disponível para as plataformas:

  • Android Android Android 4 ou posterior
  • iOSiOS iOS 7 ou posterior
  • Windows Phone Windows Phone Windows Phone 8 ou posterior

Não compatível para leitura em computadores;

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

Na constelação do direito penal econômico, o direito penal empresarial desponta como uma necessidade jurídica da contemporaneidade, pois deve se coadunar com a dinâmica das interações econômicas, tanto no Brasil como na aldeia global, a ponto de se espraiar com uma política criminal prospectiva, sem se desguarnecer dos direitos fundamentais e dos princípios liberais historicamente conquistados.

Inicialmente, a obra discorre sobre a legitimidade do direito penal econômico na atualidade, mormente no palco brasileiro, realçando sua criminalização difusa no gizar da sociedade de risco globalizada.

Sob o vértice da criminalidade econômica organizada (teoria dos círculos concêntricos da criminalidade econômica organizada) e da Lei 12.850/13 (Nova Lei de Organização Criminosa), aponta-se a eclosão dos seguintes fenômenos delitivos: (i) criminalidade de empresa; (ii) criminalidade na empresa; e (iii) empresas ilícitas.

Exploram-se os fundamentos democráticos para um direito penal de empresa no Brasil, como corolário do direito penal econômico e nuclear, tendo por fim precípuo o tratamento da criminalidade de empresa a partir da função instrumental do direito penal.

Perquire-se sobre os mecanismos de imputação para o enfrentamento da criminalidade empresarial, enfatizando a profusão de compliance programs neste viés, com o necessário enfoque da Lei 9.613, de 03 de março de 2008 (com nova redação dada pela Lei 12.683, de 09 de julho de 2012 - Lei de Lavagem de Capitais) e da Lei 12.846, de 1º de agosto de 2013 (Nova Lei Anticorrupção).

Avalia-se a responsabilidade penal da pessoa jurídica no contexto da criminalidade de empresa, a ponto de privilegiar sua autonomia e incidência residual, cotejando-a com a concepção antropomórfica (antropomorphique) da teoria do delito.

Por fim, pondera-se sobre a responsabilidade criminal das pessoas físicas na criminalidade corporativa, com ênfase na imputação dos superiores hierárquicos, abarcando tanto a teoria do domínio do fato como a concepção tradicional de autoria sob a égide do direito penal brasileiro.

Autor(es)

VICTOR AUGUSTO ESTEVAM VALENTE

Mestre em Direito Penal pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP. Professor-Assistente do Curso de Pós-Graduação lato sensu em Direito Penal e Processual Penal da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP - Cogeae. Pesquisador do Núcleo de Estudos e Pesquisas de Ciências Criminais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP. Membro do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais - IBCCRIM. Artigos publicados em livros e revistas especializadas. Advogado.

 

 

Sumário

INTRODUÇÃO

Capítulo I - EVOLUÇÃO HISTÓRICA DO DIREITO PENAL ECONÔMICO NO MARCO DA CRIMINALIDADE ORGANIZADA

1 Intervencionismo Estatal

2 Neoliberalismo e Globalização

3 Sociedade de Risco e Modernização do Direito Penal

4 Criminalidade Organizada e Proibição de Insuficiência

5 Criminalidade Econômica Organizada e Seus Círculos Concêntricos

6 Economia Legal e Ilegal em "Mãos Criminosas"

Capítulo II - DIREITO PENAL ECONÔMICO: FUNDAMENTOS DOGMÁTICOS E DE POLÍTICA CRIMINAL

1 Noção Conceitual e Terminológica

2 Legitimidade a Partir da Função Instrumental

3 Direito Penal Econômico no Brasil

4 Autonomia Didática e Metodológica

5 Codificação e Alocação Sistêmica

Capítulo III - DIREITO PENAL DE EMPRESA E CRIMINALIDADE CORPORATIVA

1 Uma Nova Categorização: Criminalidade de Empresa, Criminalidade na Empresa e Empresa Ilícita

2 Direito Penal de Empresa

2.1 Escorço histórico e terminológico

2.2 Noção conceitual

2.3 Âmbito de intervenção: a criminalidade de empresa

2.4 Sociedade empresária e antijuridicidade

3 Empresa Ilícita

4 Criminal Compliance

4.1 Evolução histórica e etimológica

4.2 Conceito

5 Tomada de Posição

Capítulo IV - RESPONSABILIDADE PENAL DA PESSOA JURÍDICA

1 Escorço Histórico

2 Direito Romano-Germânico

2.1 A vanguarda do Código Penal francês

2.2 Direito Penal brasileiro

2.2.1 Fundamentos constitucionais da responsabilidade penal da pessoa jurídica

2.2.2 Pessoa jurídica criminosa e direitos fundamentais

3 Fundamentos Dogmáticos e de Política Criminal

3.1 Teorias da personalidade da pessoa jurídica

3.1.1 Teoria da ficção

3.1.2 Teoria da realidade

3.1.3 Uma nova perspectiva

3.2 Teoria do delito

3.2.1 Capacidade de ação

3.2.2 Culpabilidade

3.2.3 Sanção penal

4 Modelos de Responsabilidade

4.1 Heterorresponsabilidade empresarial e dupla imputação

4.2 Imputação Residual e Modelo construtivista de culpabilidade empresarial: a superação onto-antropológica da teoria do delito

5 Previsão Genérica de Infrações

6 Incriminação da Pessoa Jurídica de Direito Público

Capítulo V - IMPUTAÇÃO INDIVIDUAL NA CRIMINALIDADE DE EMPRESA

1 Teorias de Autoria e Participação

2 Mecanismos de Responsabilidade Individual no Âmbito Empresarial

3 Domínio do Fato

3.1 Direito Penal brasileiro

3.2 Domínio da organização: noção conceitual e fundamentos

3.2.1 Pressupostos

3.2.2 Empresa e aparato organizado de poder: diferenças

4 Concepção Tradicional

4.1 Delitos comissivos

4.2 Delitos omissivos

4.2.1 Delitos omissivos impróprios e o dever de garantidor do empresário

4.2.2 A ausência de qualidade especial do empresário

5 Tomada de Posição

CONCLUSÕES

REFERÊNCIAS

Índice alfabético

A

  • Antropologia. Imputação residual e modelo construtivista de culpabilidade empresarial: a superação onto-antropológica da teoria do delito
  • Autoria. Teorias de autoria e participação

C

  • Categorização. Uma nova categorização: criminalidade de empresa, criminalidade na empresa e empresa ilícita
  • Círculos concêntricos. Criminalidade econômica organizada e seus círculos concêntricos
  • Conclusões
  • Crime organizado. Economia legal e ilegal em "mãos criminosas"
  • Criminal compliance
  • Criminal compliance. Conceito
  • Criminal compliance. Evolução histórica e etimológica
  • Criminal compliance. Tomada de posição
  • Criminalidade corporativa. Direito penal de empresa e criminalidade corporativa
  • Criminalidade corporativa. Uma nova categorização: criminalidade de empresa, criminalidade na empresa e empresa ilícita
  • Criminalidade de empresa. Imputação individual na criminalidade de empresa
  • Criminalidade econômica organizada e seus círculos concêntricos
  • Criminalidade organizada e proibição de insuficiência
  • Criminalidade organizada. Evolução histórica do direito penal econômico no marco da criminalidade organizada
  • Culpabilidade empresarial. Imputação residual e modelo construtivista de culpabilidade empresarial: a superação onto-antropológica da teoria do delito

D

  • Delito. Teoria do delito
  • Direito penal. Sociedade de risco e modernização do direito penal
  • Direito penal de empresa
  • Direito penal de empresa. Âmbito de intervenção: a criminalidade de empresa
  • Direito penal de empresa. Escorço histórico e terminológico
  • Direito penal de empresa. Noção conceitual
  • Direito penal de empresa. Sociedade empresária e antijuridicidade
  • Direito penal de empresa e criminalidade corporativa
  • Direito penal econômico no Brasil
  • Direito penal econômico. Autonomia didática e metodológica
  • Direito penal econômico. Codificação e alocação sistêmica
  • Direito penal econômico. Evolução histórica do direito penal econômico no marco da criminalidade organizada
  • Direito penal econômico. Legitimidade a partir da função instrumental
  • Direito penal econômico. Noção conceitual e terminológica
  • Direito penal econômico: fundamentos dogmáticos e de política criminal
  • Direito romano-germânico
  • Direitos fundamentais. Pessoa jurídica criminosa e direitos fundamentais
  • Dupla imputação. Heterorresponsabilidade empresarial e dupla imputação

E

  • Economia legal e ilegal em "mãos criminosas"
  • Empresa ilícita
  • Empresa ilícita. Uma nova categorização: criminalidade de empresa, criminalidade na empresa e empresa ilícita
  • Empresa. Direito Penal de empresa e criminalidade corporativa
  • Estado. Intervencionismo estatal
  • Evolução histórica do direito penal econômico no marco da criminalidade organizada

G

  • Globalização. Neoliberalismo e globalização

H

  • Heterorresponsabilidade empresarial e dupla imputação

I

  • Imputação individual na criminalidade de empresa
  • Imputação individual na criminalidade de empresa. A ausência de qualidade especial do empresário
  • Imputação individual na criminalidade de empresa. Concepção tradicional
  • Imputação individual na criminalidade de empresa. Delitos comissivos
  • Imputação individual na criminalidade de empresa. Delitos omissivos impróprios e o dever de garantidor do empresário
  • Imputação individual na criminalidade de empresa. Delitos omissivos
  • Imputação individual na criminalidade de empresa. Direito penal brasileiro
  • Imputação individual na criminalidade de empresa. Domínio da organização: noção conceitual e fundamentos
  • Imputação individual na criminalidade de empresa. Domínio do fato
  • Imputação individual na criminalidade de empresa. Empresa e aparato organizado de poder: diferenças
  • Imputação individual na criminalidade de empresa. Mecanismos de responsabilidade individual no âmbito empresarial
  • Imputação individual na criminalidade de empresa. Pressupostos
  • Imputação individual na criminalidade de empresa. Tomada de posição
  • Imputação residual e modelo construtivista de culpabilidade empresarial: a superação onto-antropológica da teoria do delito
  • Insuficiência. Criminalidade organizada e proibição de insuficiência
  • Intervencionismo estatal
  • Introdução

M

  • Mecanismos de responsabilidade individual no âmbito empresarial
  • Modernização. Sociedade de risco e modernização do direito penal

N

  • Neoliberalismo e globalização

O

  • Ontologia. Imputação residual e modelo construtivista de culpabilidade empresarial: a superação onto-antropológica da teoria do delito

P

  • Participação. Teorias de autoria e participação
  • Personalidade da pessoa jurídica. Teorias da personalidade da pessoa jurídica
  • Personalidade da pessoa jurídica. Teorias. Teoria da ficção
  • Personalidade da pessoa jurídica. Teorias. Teoria da realidade
  • Personalidade da pessoa jurídica. Teorias. Uma nova perspectiva
  • Pessoa jurídica criminosa e direitos fundamentais
  • Política criminal. Direito Penal Econômico: fundamentos dogmáticos e de política criminal

R

  • Referências
  • Responsabilidade penal da pessoa jurídica
  • Responsabilidade penal da pessoa jurídica. A vanguarda do Código Penal francês
  • Responsabilidade penal da pessoa jurídica. Direito penal brasileiro
  • Responsabilidade penal da pessoa jurídica. Escorço histórico
  • Responsabilidade penal da pessoa jurídica. Fundamentos constitucionais da responsabilidade penal da pessoa jurídica
  • Responsabilidade penal da pessoa jurídica. Fundamentos dogmáticos e de política criminal
  • Responsabilidade penal da pessoa jurídica. Incriminação da pessoa jurídica de direito público
  • Responsabilidade penal da pessoa jurídica. Modelos de responsabilidade
  • Responsabilidade penal da pessoa jurídica. Previsão genérica de infrações
  • Risco. Sociedade de risco e modernização do Direito Penal

S

  • Sociedade de risco e modernização do direito penal

T

  • Teoria do delito
  • Teoria do delito. Capacidade de ação
  • Teoria do delito. Culpabilidade
  • Teoria do delito. Imputação residual e modelo construtivista de culpabilidade empresarial: a superação onto-antropológica da teoria do delito
  • Teoria do delito. Sanção penal
  • Teorias da personalidade da pessoa jurídica
  • Teorias de autoria e participação

Recomendações

Capa do livro: Habeas Corpus - Admissibilidade nas Transgressões Disciplinares Militares, Fernando Otero Caamaño

Habeas Corpus - Admissibilidade nas Transgressões Disciplinares Militares

 Fernando Otero CaamañoISBN: 978853622712-2Páginas: 154Publicado em: 20/11/2009

Versão impressa

R$ 47,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Crimes Modernos - O Impacto da Tecnologia no Direito, Pedro Augusto Zaniolo

Crimes Modernos - O Impacto da Tecnologia no Direito

3ª Edição - Revista e AtualizadaPedro Augusto ZanioloISBN: 978853625840-9Páginas: 600Publicado em: 31/05/2016

Versão impressa

R$ 119,90Adicionar ao
carrinho
Versão impressa
+ eBook grátis

Na compra da versão impressa, a versão digital é brinde!


Versão digital

R$ 84,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Tutela da Vítima no Processo Penal Brasileiro, A, Roger de Melo Rodrigues

Tutela da Vítima no Processo Penal Brasileiro, A

 Roger de Melo RodriguesISBN: 978853624567-6Páginas: 290Publicado em: 24/02/2014

Versão impressa

R$ 87,70Adicionar ao
carrinho
Capa do livro: Direito Constitucional Penal do Mercosul - Direitos Humanos, Meio Ambiente e Legislação Comparada, Cândido Furtado Maia Neto

Direito Constitucional Penal do Mercosul - Direitos Humanos, Meio Ambiente e Legislação Comparada

2ª Edição – Revista e AtualizadaCândido Furtado Maia NetoISBN: 978853622251-6Páginas: 504Publicado em: 18/11/2008

Versão impressa

R$ 149,90Adicionar ao
carrinho