Direito Autoral e Games - A Engenharia Reversa de Programas de Computador e o seu Potencial como Fonte de Inovação

Luca Schirru

Parcele em até 6x sem juros no cartão.
Parcela mínima de R$ 30,00

Versão impressa

Versão digital

Disponível para:AndroidiOS

Ficha técnica

Autor(es): Luca Schirru

ISBN v. impressa: 978853628887-1

ISBN v. digital: 978853628951-9

Acabamento: Brochura

Número de páginas: 190

Publicado em: 10/06/2019

Área(s): Direito - Diversos

Versão Digital (e-Book)

Para leitura em aplicativo exclusivo da Juruá Editora para Smartphones e Tablets rodando iOS e Android. Não compatível KINDLE, LEV, KOBO e outros e-Readers.

Disponível para as plataformas:

  • AndroidAndroid 4 ou posterior
  • iOSiOS 7 ou posterior

Em computadores a leitura é apenas online e sem recursos de favoritos e anotações;
Não permite a impressão e cópia do conteúdo.

Compra apenas via site da Juruá Editora.

Sinopse

A presente obra tem como objeto a análise do potencial inova­dor e da viabilidade legal da engenharia reversa de programas de computador sob a legislação autoral nacional, com maior ênfase às práticas realizadas por meio da descompilação e da análise black box, largamente discutidas na literatura e nos julgados envolvendo tal prática. A engenharia reversa de programas de computador poderia se constituir como uma importante fonte de inovação em um setor marcado por externalidades de rede e tendências de concentração ao permitir a interoperabilidade e fomentar a competitividade nesse setor. Entretanto, tal prática não encontra disposição legal expressa no arcabouço legal brasileiro, razão pela qual o presente estudo se dedicará a analisar a sua via­bilidade legal sob o Direito Autoral nacional mediante o estudo da legislação nacional e dos tratados internacionais relacionados à Propriedade Intelectual, bem como da doutrina e jurisprudência nacional e internacional. No que se refere ao potencial inovador dessa prática também serão realizados comentários sobre os pos­síveis efeitos positivos e negativos em um determinado mercado advindos da permissibilidade ou da proibição dessa prática. Os resultados encontrados não permitem afirmar que a prática da engenharia reversa de programas de computador será sempre permitida legalmente ou que sempre se constituirá como uma prática de incentivo à inovação. Portanto, além de apresentar algumas das hipóteses onde a prática da engenharia reversa seria permitida sob a Legislação autoral brasileira, o presente estudo buscará propor critérios para a aferição da viabilidade legal e do potencial inovador da prática da engenharia reversa de progra­mas de computador no Brasil.

Autor(es)

LUCA SCHIRRU

Advogado especializado em Direito da Propriedade In­telectual pela Pontifícia Uni­versidade Católica do Rio de Janeiro – PUC-Rio. Mestre e Doutorando em Políticas Públicas, Estratégias e De­senvolvimento pela Univer­sidade Federal do Rio de Janeiro – PPED-IE, na área de concentração: Inovação, Propriedade Intelectual e Desenvolvimento. Pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Proprietas. Professor Assistente na Universidade Positivo. Professor convidado do curso de Pós-Graduação em Direito da Propriedade Intelectual da PUC-Rio. Pro­fessor convidado do curso de Pós-Graduação em Di­reito Empresarial na Aca­demia Brasileira de Direito Constitucional. Foi mem­bro do Grupo de Pesquisa “Inteligência Artificial e In­clusão” do Instituto de Tecnologia e Sociedade – ITS-Rio, e pesquisador do Grupo de Estudos de Direito Autoral e Industrial – GEDAI/UFPR.

Sumário

LISTA DE SIGLAS E ABREVIATURAS, p. 15

Capítulo 1 INTRODUÇÃO, p. 17

1.1 OS PROGRAMAS DE COMPUTADOR EM PERSPECTIVA, p. 19

1.2 ENGENHARIA REVERSA DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR NO BRASIL: É PERMITIDO?, p. 21

1.3 BREVE ROTEIRO, p. 22

Capítulo 2 A ENGENHARIA REVERSA, p. 25

2.1 A ENGENHARIA REVERSA NAS INDÚSTRIAS DE FABRICAÇÃO TRADICIONAL E A ENGENHARIA REVERSA DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR, p. 26

2.1.1 Proteção pelo Direito da Propriedade Intelectual, p. 27

2.1.2 Parcela de Know-How Contida no Produto Final, p. 27

2.1.3 Objetivos, p. 28

2.1.4 Formas de Realização, p. 30

2.2 A ENGENHARIA REVERSA DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR, p. 30

2.2.1 Conceitos de Engenharia Reversa de Programas de Computador, p. 31

2.2.2 Formas de Realização, p. 33

2.2.3 Formas de Proteção Contra a Engenharia Reversa, p. 36

2.2.4 Objetivos, p. 38

2.3 A ENGENHARIA REVERSA DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR COMO FONTE DE INOVAÇÃO, p. 40

2.3.1 Uma Abordagem dos Programas de Computador e do Setor de Software Sob a Perspectiva da Inovação, p. 40

2.3.2 A Engenharia Reversa como Importante Fonte de Inovação, p. 49

Capítulo 3 A ENGENHARIA REVERSA DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR: UMA ANÁLISE DE CASOS JUDICIAIS NO BRASIL, NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA E NA EUROPA, p. 59

3.1 A ENGENHARIA REVERSA DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR NA UNIÃO EUROPEIA: ALGUNS CASOS DE DESTAQUE E COMENTÁRIOS SOBRE A DIRETIVA DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR, p. 59

3.1.1 As Diretivas Europeias Relacionadas aos Programas de Computador, p. 60

3.1.2 A Engenharia Reversa de Programas de Computador: uma Análise dos Casos Judiciais da União Europeia, p. 64

3.2 A ENGENHARIA REVERSA DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR NOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA - UMA ANÁLISE DOS PRINCIPAIS CASOS JUDICIAIS, p. 65

3.2.1 Casos na Indústria Norte-Americana de Games, p. 66

3.2.2 O Advento do DMCA, p. 83

3.2.3 Conclusão Sobre a Engenharia Reversa nos Estados Unidos da América, p. 87

3.3 A ENGENHARIA REVERSA DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR DE ACORDO COM A JURISPRUDÊNCIA NACIONAL, p. 91

3.3.1 Uso da Engenharia Reversa como Metodologia de Perícia em Casos de Violação de Direitos de Propriedade Intelectual, p. 92

3.3.2 Ação Direta de Inconstitucionalidade 3.059 do Rio Grande do Sul. Supremo Tribunal Federal, p. 92

3.3.3 Recurso Especial do STJ 964.404 - ES (2007/0144450-5), p. 94

3.3.4 Embargos de Declaração na Apelação Cível 0183261-82.2008.8.19.0001 - RJ, p. 96

3.3.5 Apelação Cível 222.241-1/2 -SP, p. 97

3.3.6 Apelação Cível 9175910-49.2004.8.26.0000 - SP, p. 98

3.3.7 Apelação Cível 0149214-47.2009.8.26.0100 - SP, p. 99

3.3.8 Apelação Cível 512.130-4 - PR, p. 100

3.3.9 Agravo Interno 70018574517 - RS, p. 102

3.3.10 Apelação Cível 70050795517/2012 - RS, p. 103

3.3.11 Casos Envolvendo Engenharia Reversa Sob a Perspectiva do Segredo de Negócio, p. 104

3.3.12 Conclusão, p. 105

3.4 A ENGENHARIA REVERSA DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR NO BRASIL: UMA ANÁLISE DA PRÁTICA DA ENGENHARIA REVERSA DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR SOB A LEGISLAÇÃO NACIONAL DE DIREITO AUTORAL, p. 108

3.4.1 A Proteção dos Programas de Computador Sob o Regime da Propriedade Intelectual no Brasil, p. 108

3.4.2 A Convenção de Berna, p. 117

3.4.3 A Influência do TRIPS Sobre a Legislação Nacional de Propriedade Intelectual, p. 119

3.4.4 A Engenharia Reversa de Topografia de Circuitos Integrados - Breves Comentários Sobre a Lei 11.484 de 31 de Maio de 2007, p. 122

3.4.5 A Engenharia Reversa Sob a Lei de Propriedade Industrial: uma Breve Análise das Questões Relacionadas aos Segredos de Negócio e às Patentes, p. 124

3.4.6 A Lei 9.609 (1998) e a Lei 9.610 (1998) e a Regulação das Matérias Inerentes aos Programas de Computador pelo Direito Autoral, p. 129

3.4.7 Dispositivos Legais Potencialmente Favoráveis e Desfavoráveis à Prática da Engenharia Reversa no Brasil na Legislação Autoral, p. 132

3.4.8 Limitações ao Direito Autoral em Software, p. 136

Capítulo 4 CONCLUSÃO, p. 151

4.1 PROPOSTA DE CRITÉRIOS DE ANÁLISE DA VIABILIDADE LEGAL E DO POTENCIAL INOVADOR DA ENGENHARIA REVERSA DE PROGRAMAS DE COMPUTADOR, p. 162

4.1.1 Critérios para Aferição do Potencial Inovador da Engenharia Reversa de Programas de Computador, p. 163

4.1.2 Critérios para Aferição da Viabilidade Legal da Engenharia Reversa de Programas de Computador Através do Processo da Análise Black Box, p. 165

4.1.3 Critérios para Aferição da Viabilidade Legal da Engenharia Reversa de Programas de Computador Através do Processo de Descompilação, p. 165

REFERÊNCIAS, p. 169

Índice alfabético

A

  • Abreviatura. Lista de siglas e abreviaturas, p. 15

B

  • Brasil. Engenharia reversa de programas de computador: uma análise de casos judiciais no Brasil, nos Estados Unidos da América e na Europa, p. 59
  • Breve roteiro, p. 22

C

  • Casos judiciais. Engenharia reversa de programas de computador nos Estados Unidos da América. Uma análise dos principais casos judiciais, p. 65
  • Casos judiciais. Engenharia reversa de programas de computador: uma análise de casos judiciais no Brasil, nos Estados Unidos da América e na Europa, p. 59
  • Casos judiciais. Engenharia reversa de programas de computador: uma análise dos casos judiciais da União Europeia, p. 64
  • Circuitos integrados. Engenharia reversa de topografia de circuitos integrados. Breves comentários sobre a Lei 11.484 de 31 de maio de 2007, p. 122
  • Computador. Engenharia reversa de programas de computador no Brasil: é permitido?, p. 21
  • Computador. Programas de computador em perspectiva, p. 19
  • Conceitos de engenharia reversa de programas de computador, p. 31
  • Conclusão, p. 151
  • Conclusão sobre a engenharia reversa nos Estados Unidos da América, p. 87
  • Convenção de Berna, p. 117
  • Critérios para aferição da viabilidade legal da engenharia reversa de programas de computador através do processo da análise black box, p. 165
  • Critérios para aferição do potencial inovador da engenharia reversa de programas de computador, p. 163

D

  • Descompilação. Critérios para aferição da viabilidade legal da engenharia reversa de programas de computador através do processo de descompilação, p. 165
  • Direito autoral. Engenharia reversa de programas de computador no Brasil: uma análise da prática da engenharia reversa de programas de computador sob a legislação nacional de direito autoral, p. 108
  • Direito autoral. Lei 9.609 (1998) e a Lei 9.610 (1998) e a regulação das matérias inerentes aos programas de computador pelo direito autoral, p. 129
  • Direito autoral. Limitações ao direito autoral em software, p. 136
  • Diretiva. Engenharia reversa de programas de computador na União Europeia: alguns casos de destaque e comentários sobre a diretiva de programas de computador, p. 59
  • Diretivas europeias relacionadas aos programas de computador, p. 60
  • Dispositivos legais potencialmente favoráveis e desfavoráveis à prática da engenharia reversa no Brasil na legislação autoral, p. 132
  • DMCA. Advento do DMCA, p. 83

E

  • Engenharia reversa, p. 25
  • Engenharia reversa como importante fonte de inovação, p. 49
  • Engenharia reversa de programas de computador, p. 30
  • Engenharia reversa de programas de computador como fonte de inovação, p. 40
  • Engenharia reversa de programas de computador de acordo com a jurisprudência nacional, p. 91
  • Engenharia reversa de programas de computador de acordo com a jurisprudência nacional. Conclusão, p. 105
  • Engenharia reversa de programas de computador na União Europeia: alguns casos de destaque e comentários sobre a diretiva de programas de computador, p. 59
  • Engenharia reversa de programas de computador no Brasil: é permitido?, p. 21
  • Engenharia reversa de programas de computador no Brasil: uma análise da prática da engenharia reversa de programas de computador sob a legislação nacional de direito autoral, p. 108
  • Engenharia reversa de programas de computador nos Estados Unidos da América. Uma análise dos principais casos judiciais, p. 65
  • Engenharia reversa de programas de computador. Conceitos, p. 31
  • Engenharia reversa de programas de computador. Critérios para aferição da viabilidade legal da engenharia reversa de programas de computador através do processo da análise black box, p. 165
  • Engenharia reversa de programas de computador. Critérios para aferição do potencial inovador da engenharia reversa de programas de computador, p. 163
  • Engenharia reversa de programas de computador. Formas de proteção contra a engenharia reversa, p. 36
  • Engenharia reversa de programas de computador. Formas de realização, p. 33
  • Engenharia reversa de programas de computador. Objetivos, p. 38
  • Engenharia reversa de programas de computador. Proposta de critérios de análise da viabilidade legal e do potencial inovador da engenharia reversa de programas de computador, p. 162
  • Engenharia reversa de programas de computador: uma análise de casos judiciais no Brasil, nos Estados Unidos da América e na Europa, p. 59
  • Engenharia reversa de programas de computador: uma análise dos casos judiciais da União Europeia, p. 64
  • Engenharia reversa de topografia de circuitos integrados. Breves comentários sobre a Lei 11.484 de 31 de maio de 2007, p. 122
  • Engenharia reversa nas indústrias de fabricação tradicional e a engenharia reversa de programas de computador, p. 26
  • Engenharia reversa nas indústrias de fabricação tradicional e a engenharia reversa de programas de computador. Formas de realização, p. 30
  • Engenharia reversa nas indústrias de fabricação tradicional e a engenharia reversa de programas de computador. Objetivos, p. 28
  • Engenharia reversa sob a Lei de Propriedade Industrial: uma breve análise das questões relacionadas aos segredos de negócio e às patentes, p. 124
  • Engenharia reversa. Casos envolvendo engenharia reversa sob a perspectiva do segredo de negócio, p. 104
  • Engenharia reversa. Conclusão sobre a engenharia reversa nos Estados Unidos da América, p. 87
  • Engenharia reversa. Dispositivos legais potencialmente favoráveis e desfavoráveis à prática da engenharia reversa no Brasil na legislação autoral, p. 132
  • Engenharia reversa. Uso da engenharia reversa como metodologia de perícia em casos de violação de direitos de propriedade intelectual, p. 92
  • Estados Unidos. Conclusão sobre a engenharia reversa nos Estados Unidos da América, p. 87
  • Estados Unidos. Engenharia reversa de programas de computador nos Estados Unidos da América. Uma análise dos principais casos judiciais, p. 65
  • Estados Unidos. Engenharia reversa de programas de computador: uma análise de casos judiciais no Brasil, nos Estados Unidos da América e na Europa, p. 59
  • Europa. Engenharia reversa de programas de computador: uma análise de casos judiciais no Brasil, nos Estados Unidos da América e na Europa, p. 59

F

  • Fonte de inovação. Engenharia reversa como importante fonte de inovação, p. 49
  • Fonte de inovação. Engenharia reversa de programas de computador como fonte de inovação, p. 40

G

  • Games. Casos na indústria norte-americana de games, p. 66

I

  • Indústria de fabricação tradicional. Engenharia reversa nas indústrias de fabricação tradicional e a engenharia reversa de programas de computador, p. 26
  • Influência do TRIPS sobre a legislação nacional de propriedade intelectual, p. 119
  • Inovação. Uma abordagem dos programas de computador e do setor de software sob a perspectiva da inovação, p. 40
  • Introdução, p. 17

J

  • Jurisprudência nacional. Engenharia reversa de programas de computador de acordo com a jurisprudência nacional, p. 91
  • Jurisprudência nacional. Engenharia reversa de programas de computador. Ação Direta de Inconstitucionalidade 3.059 do Rio Grande do Sul. Supremo Tribunal Federal, p. 92
  • Jurisprudência nacional. Engenharia reversa de programas de computador. Agravo Interno 70018574517 - RS, p. 102
  • Jurisprudência nacional. Engenharia reversa de programas de computador. Apelação Cível 0149214-47.2009.8.26.0100 - SP, p. 99
  • Jurisprudência nacional. Engenharia reversa de programas de computador. Apelação Cível 222.241-1/2 - SP, p. 97
  • Jurisprudência nacional. Engenharia reversa de programas de computador. Apelação Cível 512.130-4 - PR, p. 100
  • Jurisprudência nacional. Engenharia reversa de programas de computador. Apelação Cível 70050795517/2012 - RS, p. 103
  • Jurisprudência nacional. Engenharia reversa de programas de computador. Apelação Cível 9175910-49.2004.8.26.0000 - SP, p. 98
  • Jurisprudência nacional. Engenharia reversa de programas de computador. Embargos de Declaração na Apelação Cível 0183261-82.2008.8.19.0001 - RJ, p. 96
  • Jurisprudência nacional. Engenharia reversa de programas de computador. Recurso Especial do STJ 964.404 - ES (2007/0144450-5), p. 94

K

  • Know-how. Parcela de know-how contida no produto final, p. 27

L

  • Legislação autoral. Dispositivos legais potencialmente favoráveis e desfavoráveis à prática da engenharia reversa no Brasil na legislação autoral, p. 132
  • Legislação nacional de propriedade intelectual. Influência do TRIPS sobre a legislação nacional de propriedade intelectual, p. 119
  • Lei 11.484 de 31 de maio de 2007. Engenharia reversa de topografia de circuitos integrados. Breves comentários sobre a Lei 11.484 de 31 de maio de 2007, p. 122
  • Lei 9.609 (1998) e a Lei 9.610 (1998) e a regulação das matérias inerentes aos programas de computador pelo direito autoral, p. 129
  • Lei de Propriedade Industrial. Engenharia reversa sob a Lei de Propriedade Industrial: uma breve análise das questões relacionadas aos segredos de negócio e às patentes, p. 124
  • Limitações ao direito autoral em software, p. 136
  • Lista de siglas e abreviaturas, p. 15

M

  • Metodologia. Uso da engenharia reversa como metodologia de perícia em casos de violação de direitos de propriedade intelectual, p. 92

P

  • Parcela de know-how contida no produto final, p. 27
  • Patente. Engenharia reversa sob a Lei de Propriedade Industrial: uma breve análise das questões relacionadas aos segredos de negócio e às patentes, p. 124
  • Perícia. Uso da engenharia reversa como metodologia de perícia em casos de violação de direitos de propriedade intelectual, p. 92
  • Potencial inovador. Critérios para aferição do potencial inovador da engenharia reversa de programas de computador, p. 163
  • Potencial inovador. Proposta de critérios de análise da viabilidade legal e do potencial inovador da engenharia reversa de programas de computador, p. 162
  • Produto final. Parcela de know-how contida no produto final, p. 27
  • Programa de computador. Critérios para aferição da viabilidade legal da engenharia reversa de programas de computador através do processo de descompilação, p. 165
  • Programa de computador. Diretivas europeias relacionadas aos programas de computador, p. 60
  • Programa de computador. Engenharia reversa, p. 30
  • Programa de computador. Engenharia reversa de programas de computador como fonte de inovação, p. 40
  • Programa de computador. Engenharia reversa de programas de computador de acordo com a jurisprudência nacional, p. 91
  • Programa de computador. Engenharia reversa de programas de computador na União Europeia: alguns casos de destaque e comentários sobre a diretiva de programas de computador, p. 59
  • Programa de computador. Engenharia reversa de programas de computador no Brasil: uma análise da prática da engenharia reversa de programas de computador sob a legislação nacional de direito autoral, p. 108
  • Programa de computador. Engenharia reversa de programas de computador nos Estados Unidos da América. Uma análise dos principais casos judiciais, p. 65
  • Programa de computador. Engenharia reversa de programas de computador: uma análise de casos judiciais no Brasil, nos Estados Unidos da América e na Europa, p. 59
  • Programa de computador. Engenharia reversa de programas de computador: uma análise dos casos judiciais da União Europeia, p. 64
  • Programa de computador. Engenharia reversa nas indústrias de fabricação tradicional e a engenharia reversa de programas de computador, p. 26
  • Programa de computador. Lei 9.609 (1998) e a Lei 9.610 (1998) e a regulação das matérias inerentes aos programas de computador pelo direito autoral, p. 129
  • Programa de computador. Proteção dos programas de computador sob o regime da propriedade intelectual no Brasil, p. 108
  • Programas de computador em perspectiva, p. 19
  • Programas de computador. Uma abordagem dos programas de computador e do setor de software sob a perspectiva da inovação, p. 40
  • Propriedade intelectual. Influência do TRIPS sobre a legislação nacional de propriedade intelectual, p. 119
  • Propriedade intelectual. Proteção dos programas de computador sob o regime da propriedade intelectual no Brasil, p. 108
  • Propriedade intelectual. Proteção pelo direito da propriedade intelectual, p. 27
  • Propriedade intelectual. Uso da engenharia reversa como metodologia de perícia em casos de violação de direitos de propriedade intelectual, p. 92
  • Proteção dos programas de computador sob o regime da propriedade intelectual no Brasil, p. 108
  • Proteção pelo direito da propriedade intelectual, p. 27

R

  • Referências, p. 169

S

  • Segredo de negócio. Casos envolvendo engenharia reversa sob a perspectiva do segredo de negócio, p. 104
  • Segredo de negócio. Engenharia reversa sob a Lei de Propriedade Industrial: uma breve análise das questões relacionadas aos segredos de negócio e às patentes, p. 124
  • Sigla. Lista de siglas e abreviaturas, p. 15
  • Software. Limitações ao direito autoral em software, p. 136
  • Software. Uma abordagem dos programas de computador e do setor de software sob a perspectiva da inovação, p. 40

T

  • TRIPS. Influência do TRIPS sobre a legislação nacional de propriedade intelectual, p. 119

U

  • Uma abordagem dos programas de computador e do setor de software sob a perspectiva da inovação, p. 40
  • União Europeia. Engenharia reversa de programas de computador na União Europeia: alguns casos de destaque e comentários sobre a diretiva de programas de computador, p. 59
  • União Europeia. Engenharia reversa de programas de computador: uma análise dos casos judiciais da União Europeia, p. 64
  • Uso da engenharia reversa como metodologia de perícia em casos de violação de direitos de propriedade intelectual, p. 92

V

  • Viabilidade legal. Critérios para aferição da viabilidade legal da engenharia reversa de programas de computador através do processo da análise black box, p. 165
  • Viabilidade legal. Proposta de critérios de análise da viabilidade legal e do potencial inovador da engenharia reversa de programas de computador, p. 162

Recomendações

Capa do livro: Diretoria de Foro e Administração Judiciária - Para Concursos da Magistratura, Wanderlei José dos Reis

Diretoria de Foro e Administração Judiciária - Para Concursos da Magistratura

 Wanderlei José dos ReisISBN: 978853623147-1Páginas: 268Publicado em: 20/10/2010

Versão impressa

R$ 79,90Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 57,70Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Crônicas Forenses, Fernando Antonio Vasconcelos

Crônicas Forenses

 Fernando Antonio VasconcelosISBN: 978853623977-4Páginas: 190Publicado em: 31/10/2012

Versão impressa

R$ 49,90Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 34,70Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Gestão Estratégica do Departamento Jurídico Moderno, Coordenadores: Lara Selem e Leonardo Barém Leite

Gestão Estratégica do Departamento Jurídico Moderno

 Coordenadores: Lara Selem e Leonardo Barém LeiteISBN: 978853622878-5Páginas: 498Publicado em: 17/03/2010

Versão impressa

R$ 139,90Adicionar ao
carrinho

Versão digital

R$ 97,70Adicionar e-Book
ao carrinho
Capa do livro: Meio Ambiente, Direito e Biotecnologia, Coords.: Maria Auxiliador Minahim, Tiago Batista Freitas e Thiago Pires Oliveira

Meio Ambiente, Direito e Biotecnologia

 Coords.: Maria Auxiliador Minahim, Tiago Batista Freitas e Thiago Pires OliveiraISBN: 978853622916-4Páginas: 624Publicado em: 05/04/2010

Versão impressa

R$ 189,90Adicionar ao
carrinho